Bagnaia ganha a quarta corrida seguida!!! Misano 2022

É meus amigos, Pecco Bagnaia está com tudo e não está prosa. Em um equipe pela qual já correram Casey Stoner, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Andrea Dovisiozo, “just to name a few”, ser o primeiro a ganhar 4 seguidas é um recorde muito bom.

Hoje Pecco fez uma corrida impecável novamente. Treinou bem, a GP22 mista, porque ela usa o motor da GP21, está ficando melhor a cada corrida. Normal, é assim que as coisas funcionam, quanto mais hora de pista, melhor as motos ficam. Treinou para largar em segundo mas foi punido e largou de quinto. Fez pouca diferença, porque na primeira curva já estava em terceiro, depois segundo e rapidamente chegou na lideraça com a queda do Jack Miller.

Depois não teve uma meia volta de descanso, pois Maverick Vinales pertubou-o o tempo inteiro, metendo volta boa em cima de volta boa. Antes da Aprilia abrir um pouco o bico, Viñales errou um pouquinho, Pecco não errou nada, fechando bem a porta. Mais no final Enea Bastianini, com sua GP21 vitaminada chegou chegando e errou um tiquinho também. Pecco continuou sem errar nada e venceu por minúscula margem.

No final deu tudo certo, pois Bastianini deu tudo, não ficou parecendo que ele estava deixando Pecco vencer. Valorizou a vitória mas tenho minhas dúvidas se ele teria coragem de tirar estes 5 pontos do futuro companheiro de equipe. De todo modo, estava difícil de passar o Bagnaia, pois ele guardou a linha de dentro com perfeição a prova inteirinha. Quem quisesse passar teria que frear lá quando a luz do céu acende, e meter por fora… muito difícil.

Enea Bastianini fez uma excelente prova, quase venceu, ele está realmente melhor do que o Jorge Martin. Conforme vão se decidindo as questões de quem anda para quem ano que vem, os pilotos vão acalmando.

Maverick Viñales está pegando a mão da moto e já tem algumas corridas em que ele chega na frente do Aleix. Deve ser uma mistura de coisas, com ele e sua equipe se entendendo melhor com a moto, e com o tombaço do Aleix, que machucou ele. Bom para a Aprilia, mas ruim para o Aleix, que hoje perdeu a vice-liderança para o Bagnaia e deixou o Quartararo abrir mais um pouquinho. Corridão do Maverick, que gosta e já ganhou nesta pista.

Esta rabeta da Ducati parece um foguetinho

Luca Marini fez uma incrível corrida hoje também e segurou o Fabio Quartararo em quinto, dando mais uns importantes pontinhos ao Pecco Bagnaia.

Eu vi a corrida sem o computador, não sei bem o que o Quartararo podia fazer para andar prá frente. Teve ali um período em que ele marcou melhor volta e andando sozinho conseguiu descontar um caminhão do Luca Marini. Mas não sei se os outros pilotos responderam bem, ou se ele teve que segurar o ritmo por pneus ou gasolina. O ritmo estava muito forte na ponta, com brigas o tempo inteiro da corrida. Acabou que ele não conseguiu fazer melhor do que o quinto lugar. Continua na frente, mas este negócio do Pecco ganhar um monte de corridas seguidas é desmoralizante. A Yamaha é boa de Misano e hoje ele levou um couro.

O resto da galera nem deu prá ver direito, já que o ritmo estava frenético na ponta. Dovi em sua despedida fez um bom décimo segundo lugar, dentro das circunstâncias. Segunda Yamaha e não muito diferente do que faria Franco Morbidelli. Brad Binder correu como um alucinado para chegar em oitavo (e isso ninguém vê) e a Honda comemora em seu release de imprensa o décimo quarto lugar do Bradl. Patético.

A situação da Yamaha e de Quartararo vai lentamente se complicando. Ele pode deixar o Pecco ganhar, mas chegar no pódium, em segundo… chegando em quinto não vai dar não e o plano da Ducati de ir colocando motos entre ele e o vencedor, hoje deu certo.

Que venha a próxima!!!

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. É Mestre em Artes e Design pela PUC-Rio. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.