Todos os posts de Mário Barreto

Ducati domina em Jerez 2021

Meus amigos, mais uma corrida típica do MotoGP de nossos dias, imprevisível nos resultados. Quando você acha que as coisas estão andando como previsto, algo acontece e muda tudo!!!

E o que estava previsto para hoje? Domínio de Quartararo e da Yamaha. Largou da Pole Position, tinha o melhor ritmo nos treinos. Morbidelli também largaria da primeira fila, mostrando que a Yamaha tinha de fato uma boa moto. Rossi não conta mais.

Mas com Miller largando da primeira fila, também estava previsto que a Ducati pegaria a ponta na primeira volta, pois elas largam muito bem. Tem motorzão, tem sistema eletrônico de largada bonzão e tem também o melhor sistema mecânico de largada, não tem para ninguém.

E a previsão se confirmou, Jack Miller na ponta com sua Ducati e Quartararo caindo para a quarta posição. Boas as largadas de Morbidelli e Bagnaia. Dali para trás, ainda mais nesta pista que não é larga, a sorte, as circunstâncias contam muito, pois dá sempre uma certa embolada e estar no lugar certo ajuda muito.

Assim que esticou a fila, Quartararo abriu sua caixa de ferramentas e foi prá cima, também previsível. Livrou-se de Morbidelli e Bagnaia, meteu recorde da pista e volta boa em cima de volta boa até comer Jack Miller e abrir na ponta. Bagnaia passou por um período ruim, sendo até ultrapassado pela Aprilia de Espargaró, que vinha muito bem. Excelente também estava a corrida de Franco Morbidelli, segurando ali o terceiro lugar.

Mais para atrás vimos Nakagami forte sempre pertinho, um pega de Maverick Viñales x Zarco, uma largada careta de Marc Marquez, Rossi afundado lá atrás na classificação e o fracasso das KTM, novamente. Este ano as KTM estão decepcionando depois de um 2020 matador.

Porém, isso é MotoGP e as previsões cismam em dar errado. Chegou uma hora em que Quartararo engatou a marcha ré e foi chegar em décimo terceiro!! Perdeu a liderança do campeonato no processo… Daí Jack Miller agradeceu, tomou a ponta e controlou até o final. Que alívio para ele pois ele era para ser o primeiro piloto da Ducati, o substituto do Dovi, e vinha levando pau do Bagnaia. Operou o braço e com esta vitória, apenas sua segunda vitória no MotoGP, ele ganha moral na equipe. Primeira vitória da Ducati no ano.

Bagnaia se recuperou, pois chegou a andar em quinto, veio passando todos e chegou em um ótimo segundo que dá a ele a liderança do campeonato. Franco Morbidelli está mordido, pressionando a equipe por mais equipamento. A equipe não pode fazer muito, a decisão é da Yamaha, que deu o melhor conjunto para o Valentino Rossi. Situação toda difícil, pois a Petronas não queria Rossi na equipe, foi entubado pela Yamaha. Queria um equipamento bom para Morbidelli, a Yamaha disse não. E agora? Rossi e Morbidelli são amigos, mas a pressão existe. Na entrevista do Parc Fermé ele estava com cara de poucos amigos e disse que deu mais do que podia, que andou acima do limite da moto e mais do que isso ele não pode fazer. Ramon Forcada, seu preparador, é gênio. Veremos o que acontecerá…

Franco Morbidelli, MotoGP, Spanish MotoGP 1 May 2021

Nakagami viu o pódium bem de pertinho, chegou a 0.6 segundos e fez umas manobras agressivas para chegar em quarto. Senão seria engolido por Joan Mir, um piloto que cresce no final das provas e os dois deram um nó em Aleix Espargaró no momento em que tiveram que lidar com o Quartararo lento na pista. A Honda estava andando bem na mão do Japa. Aleix piscou e foi engolido pelos dois, mas a Aprilia esteve bem, está consistente, o que é o primeiro passo para depois ir buscar o desempenho que se precisa para chegar na frente da Suzuki, da Yamaha, da Ducati.

Viñales e Zarco ficaram se pegando a corrida inteira, e Viñales venceu esta batalha. Depois Marc Marquez que acordou e passou Bradl e Pol. Ruim para eles, pois eles estão inteiros e Marc se recuperando, pega mal. Rins levou um tombo besta, voltou e completou a corrida em último. Rins é rápido, mas não tem metade da cabeça do Mir. É tipo um Eric Granado, que largou da pole da MotoE, vinha na ponta e… caiu. É o que ele sempre faz nas provas mais importantes, é piloto de treino. É o terceiro campeonato dele na MotoE, sempre batendo recordes, sempre andando bem e na hora H, cai, não marca pontos. Mir e Rins é tipo isso, se bem que Mir é muito rápido também.

Foi um dia excepcional para a Ducati, venceu, fez dobradinha, assumiu a liderança do campeonato. O trio sinistro estava lá todo feliz e dá para ver a grana que a Ducati e seus patrocinadores colocam na equipe, é um MAR de vermelhinhos  gritando e se abraçando. É uma equipe diferente, tudo é mais dramático, tudo é mais importante, tudo é mais apaixonado.

Sobre o problema de Quartararo especula-se que tenha sido problema físico nele, o maldito arm pump que operou Jack Miller estes dias. Vamos ver depois o que ele declara. Não fosse isso, ele ganharia e a situação do campeonato seria totalmente outra, com ele liderando, com a Yamaha mandando no pedaço. É isso, deu mole, agora a Ducati está cantando de galo, fez barba, cabelo e bigode em uma pista que segundo as previsões sempre furadas, não é boa para ela.

Parabéns Ducati Corse, parabéns Jack Miller! Que venha a próxima!!!