Bagnaia sobra na Sprint do Red Bull Ring!

E hoje tivemos a sprint race do Grande Prêmio da Áustria. Pecco Bagnaia e sua Ducati não deram bola para mais ninguém. Largou da Pole position super bem, cheguei até a pensar que ele queimou a largada.

Uma vez na ponta, meteu o sarrafo, fez a melhor volta da prova, abriu quase 2 segundos e venceu até com aparente facilidade. Brad Binder e sua KTM até tentaram chegar perto mas não meteram o bico hora nenhuma, e depois de poucas voltas, desistiram. Pecco estava intocável e inalcansável.

Brad Binder, renovou com a KTM até 2026! Nenhuma surpresa, ele é o melhor por lá, agora que o Miguel Oliveira saiu.

Eu gostei quando chamaram este GP de GP da Styria, acho bonito, parece um reino distante, o reino de Conan o Bárbaro, que era a Stygia.

Maverick Viñales teve uma de suas já tradicionais largadas de marcha ré, arruinando qualquer esperança de uma boa corrida para ele. É para morrer de rir, ele é mestre em largar mal desde os tempos da Yamaha. Depois veio babando, mas parou atrás de Aleix Espargaró, que está muito na sua frente no campeonato, tem as vitórias e complica a vida da Aprilia. Como aposentar o Espargaró se ele está sempre melhor do que o Viñales?

Miller também fez uma corrida com sua marca registrada, que é largar bem e depois ir sendo ultrapassado, errando curvas e no final levar um couro do Binder. Chegou em quinto, perto do vivo-morto Pol Espargaró com a Gas Gas…

Em terceiro chegou o Martinator, que foi acusado de causar o acidente da primeira curva, que derrubou o Miguelito e atrapalhou uma galera. Não vi muitas vezes, mas vimos um bate bate de Quartararo, Miguel Oliveira, Viñales, salseiro!! Eu achava que foi o Zarco.

Bem, mas depois Martin ultrapassou o Luca Marini, que ao tentar pegar a sua linha, bateu nele e caiu. Eu, e a direção de prova, achou que foi lance de corrida. Marini bateu do meio para trás na moto do Martin, não acreditou e foi ao chão. Quando viu, já era, tinha que ter desistido. Mas, realmente, foi um lance muito rápido, piscou, Martinator passou. Não achei que ele foi culpado neste e nem no início.

Alex Marquez fez ótima corrida, mas a medalha de ouro devia ir para os médicos que cuidaram do Pol Espargaró!!!! Gente, o cara está de pé na moto de novo, e chegando em sexto!!!! Na frente do irmão, que venceu a última corrida. Só isso. Seu acidente foi gravíssimo, ele se quebrou todo, cheguei a pensar que ele teria dificuldades para voltar a correr. Mas taí… nossa medicina está muito avançada. Não sei se ele está meio cyborgue, mas vi que ele chegou perto do Jack Miller e a um passo de ser a segunda melhor KTM. Fica feio para o Augusto Fernandez, seu companheiro de equipe. E, com 8 pontos, já passou o Joan Mir no campeonato, kkkkkkkk.

A Honda teve outro fim de semana de Kazinsk na pista. Marc Marquez segue sendo seu melhor piloto longe, chegando em décimo, Mir em “dôzimo” e Lecuona em “dezessêstimo”. Nakagami caiu. Triste. A Yamaha também, segue tristemente no campeonato. Hoje Morbidelli chegou em nono, na frente do Quartararo e o demitido está apenas 5 pontos atrás do campeão, 65 x 60 pontos, bom para décimo primeiro e décimo segundo no campeonato. Ridículas posições para uma equipe de fábrica. Só pode se gabar que está melhor que as Hondas, onde o primeiro piloto na classificação é o Alex Rins em décimo quarto. Micos.

Para amanhã espero outro passeio do Pecco, com os dados que recolheu na corrida de hoje, a Ducati vai acertar a GP23 ainda melhor, e se nada acontecer na largada, vai sumir de novo. Pecco tranquilão, nem suou hoje.

Parabéns Ducati Corse, parabéns Pecco. Rossi? Este é pé frio, derrubou as suas duas motos, só isso. kkkkkkkkk

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.