Passeio Dominical de Bagnaia na Estíria…

Pois é, conforme previ no comentário de ontem, a Ducati Corse acertou ainda mais a sua Desmosedici GP23 e não teve prá ninguém. A única graça possível seria uma má largada do Pecco Bagnaia, mas ele é bom largador, a Ducati tem um excelente sistema de largada eletrônico e também mecânico (o seu pioneiro abaixador de frente), e Zing!!! Da pole position para a primeira posição na primeira curva e por lá ficou até o final da prova. Fazendo a melhor volta no processo.

Nem suou.

Um passeio dominical ensolarado nas montanhas da Estíria, como fazíamos antigamente no ForzaRio nas montanhas do Rio de Janeiro. Vitória tranquila e quase sem suar. Não sabe onde é a Estíria? Vá estudar história e geografia! kkkkk.

Brad Binder cheio de gás. Até 2026 na KTM

Digo quase porque nas primeiras voltas o Brad Binder tentou dar um calorzinho mas logo desistiu. Viu que teria que rebolar muito e com quase nenhuma chance de sucesso. Brad e sua KTM também fizeram um bonito passeio dominical, sem apertar mas também sem serem apertados por ninguém.

Dali prá trás a corrida teve mais graça. Maverick Viñales emplacou mais uma largada de marcha ré, Jack Miller levou trocentas ultrapassagens e Alex Marquez vinha fazendo uma excelente corrida, ficando em terceiro um tempão. No terço final levou uma pressão do Bezzecchi, segurou no braço o que deu, mas a VR46 do Bez, mesmo sendo igual a sua, uma GP22, estava bem mais rápida. A do Marini também. Finalmente foi ultrapassado pelos dois, mas todos fizeram bonito.

Hoje o Rossi não foi pé frio como ontem.

Bez descontou uns pontinhos do Martinator

As Aprilias fracassaram, com o Miguelito inclusive abandonando a prova por problema não identificado. As Pramac também se apresentaram foscas.

Hoje o Pol cansou, mas é incrível ver Quartararo, Marc Marquez, Joan Mir, Bastianini, Zarco, Morbidelli, Aleix Espargaró fazendo papéis de coadjuvantes, com o diretor de TV tendo que se esforçar para mostrar eles andando lá atrás. As Yamahas até que andaram um tiquinho, mas as Hondas… novo mico e Joan Mir levou outro tombo. Tá pior do que o pior que eu poderia imaginar, que seria ser pior do que foi Jorge Lorenzo de Honda Repsol. Para o Lorenzo foi tão ruim que ele se aposentou… dá não.

Consertaram bem o maxilar do Pol…nem cicatriz

Gostei da corrida, o circuito é largo, bonito, com pontos de ultrapassagem para corajosos, Ducati e KTM deram um show. Mais a Ducati né? A tendência agora é esta… Pecco mais tranquilo na liderança, a GP23 a cada dia mais curada de todos os seus problemas (?) de infância, com mais dados e disparando na frente.

A KTM e a Aprilia ainda estão desenvolvendo suas motos para este ano, mas Honda e Yamaha, sem nenhuma chance em 2023, estarão muito mais preocupadas agora em ir testando e se acertando para voltar a disputa de 2024 para frente. Ambas tem problemas na moto, nos pilotos e nas equipes. A Yamaha precisa conseguir uma equipe satélite e bons pilotos. A Honda tem que lidar com o MM que revelou-se fã de KTM e precisa achar pilotos também. Ambas tem que apresentar motos novas… uma RC214V e uma M1-2, ou N1, já que o N vem depois do M.

“Chupa” Red Bull

Como última nota, a Monster Energy que patrocina a Ducati, ganhou no Red Bull Ring da KTM, que é patrocinada pela Red Bull. Que chato!!!!

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.