Yamaha Racing Heritage Club regressa ao futuro em Mugello

Este post é para os velhos, apaixonados pelas velhas Yamahas de corrida.

Minha primeira moto foi uma Yamaha, a mítica Yamaha RD50, a indestrutível. Digo isso porque ela aguentou coisas que talvez uma CG de motoboy hoje não aguente. Foi desmontada mil vezes, andou sem a agulha no carburador (desmontei para limpar, montei sem ela, E FUI PARA A ESCOLA COM ELA ANDANDO). Com ela subi o alto milhares de vezes, fiz off-road, botei e tirei funilzinho, levei tombos mirabolantes e ela resistiu até o fim. Íntegra, sempre funcionando bem. Nunca furei pistão.

Depois, toda a minha carreira esportiva no MX foi de Yamaha. Corri de DT Six, depois MX-L, MX-N e YZs. Nunca usei outra moto em corrida. A Yamaha mora no meu coração.

O Yamaha Racing Heritage Club desfrutou de dois dias espetaculares em Mugello, de 21 a 22 de julho, como parte da Yamaha Racing Experience, unindo pilotos lendários e seus contemporâneos modernos em algumas máquinas históricas de dois tempos.

Agora em seu segundo ano, em 2023, o Yamaha Racing Heritage Club (YRHC) está homenageando o 50º aniversário da revolucionário TZ350 de dois cilindros com refrigeração líquida, lançado em 1973, baseado na YZ634 de fábrica pilotada por Jaarno Saarinen segundo lugar no Campeonato Mundial FIM 350cc de 1972.

Jaarno Saarinen, para quem não sabe, foi o inventor do “joelho no chão”. Finlandês voador, tinha tudo para ganhar vários campeonatos além do de 250 em 1972, com 4 vitórias e 9 pódiums em 10 corridas. Um horrível acidente em Monza, em 1973, matou ele e o também grande Renzo Pasolini. Para Renzo a Ducati dedicou sua moto Paso. Jaarno está no Hall of Fame do MotoGP. Muito merecido.

Além disso, 2023 também marca o 25º aniversário da inovadora superbike R1, que alcançou inúmeros sucessos ao longo dos anos desde sua introdução em 1998, incluindo dois Campeonatos Mundiais de Superbike FIM (2009 e 2021) e quatro vitórias consecutivas nas 8 Horas de Suzuka (2015 -2018).

A Yamaha Racing Experience (YRE) no mágico Circuito de Mugello, na Itália, proporcionou a oportunidade perfeita para as estrelas do passado e do presente se reunirem para celebrar essas duas máquinas icônicas no que provou ser uma ocasião verdadeiramente memorável. O YRE é geralmente um evento exclusivo aberto apenas aos proprietários da R1M da Yamaha, mas pela primeira vez, foi expandido para incluir membros convidados do YRHC para permitir que eles participem da diversão.

Ao longo dos dois dias, os membros do YRHC puderam participar de várias sessões de pista dedicadas ao lado de dois lendários pilotos venezuelanos cujos nomes são sinônimos da TZ, Campeão Mundial FIM 350cc de 1975 e Campeão Mundial FIM Fórmula 750 de 1978 Johnny Cecotto e bicampeão mundial FIM 250cc (1983 e 1986) Carlos Lavado.

Para completar a conexão do passado ao presente, eles se juntaram à atual safra de superestrelas da Yamaha do FIM Superbike World Championship e do Endurance World Championship, todos competindo com o R1.

Estes incluíram o Campeão Mundial de Superbike 2021 da Pata Yamaha Prometeon WorldSBK Toprak Razgatlıoğlu e o Campeão Mundial Supersport 2020 Andrea Locatelli, o bicampeão mundial Supersport GYTR GRT Yamaha WorldSBK (2021 e 2022) Dominique Aegerter e o Campeão Mundial Moto2 2020 Remy Gardner, o GMT94 WorldSBK Team 2022, o vice-campeão do Campeonato Mundial de Supersport, Lorenzo Baldassari, o campeão britânico de Superbike de 2022 da equipe Yamaha Motoxracing WorldSBK, Bradley Ray, além do campeão mundial de resistência de 2017 da Yamalube YART Yamaha EWC, Niccolò Canepa.

Durante o evento, os pilotos modernos da Yamaha realizaram seus sonhos de infância experimentando algumas máquinas seminais de dois tempos, incluindo a YZR500 0W81 vencedora do Campeonato Mundial FIM 500cc de Eddie Lawson em 1986, a ROC Yamaha YZR500 de 1993 de Freddie Spencer, a TZ750 de Christian Sarron de 1978 , além de réplicas dos YZR750 0W31s que Steve Baker e Cecotto montaram no FIM Formula 750 World Championship em 1977 e 1978, respectivamente.

Tendo experimentado como era correr em um clássico de dois tempos, os pilotos do WorldSBK e do EWC retribuíram o favor, dando a Cecotto e Lavado a chance de ir para a pista em algo mais parecido com o que eles pilotam competitivamente, um par das R1Ms de última geração. Ambos os conjuntos de pilotos abraçaram a oportunidade em uma alegre celebração de tudo o que é Yamaha, mostrando como a corrida é realmente uma parte do DNA do fabricante.

Para completar seu segundo ano, o YRHC honrará a longa história de sucesso da Yamaha em corridas off-road e comemorará o 50º aniversário da série de motos YZ no Veterans MX of Nations em Foxhills, na Inglaterra, de 24 a 28 de agosto. O evento contará com o tricampeão mundial de 125cc Alessio Chiodi, o ex-gerente da equipe de motocross de fábrica da Yamaha, Michele Rinaldi, e várias máquinas YZ históricas ao longo de seus cinquenta anos de corrida.

Tivesse dinheiro, eu e o Motozoo® certamente estaria lá para conferir este evento de YZ. Com as TZ o mais perto que tive foi uma acelerada na TR do Patrulha em Jacarepaguá, uma grande barato.

Como você pode ver, o YRHC foi criado para proteger e reconhecer o rico legado de corrida da Yamaha, permitindo que proprietários de motos clássicas de corrida se tornem membros, registrem suas motos no banco de dados oficial, recebam suporte técnico avançado e participem de alguns eventos muito especiais.

Gostaria de se juntar ao YRHC? Se você possui uma moto de corrida Yamaha, seja dentro ou fora de estrada, descubra se você é elegível para se tornar um membro e inicie o processo de registro clicando aqui.

Paolo Pavesio
Diretor de Marketing e Automobilismo – Yamaha Motor Europe
“Que evento! É a primeira vez que convidamos membros do YRHC para o YRE, e acabou sendo um momento verdadeiramente memorável. Raramente vi tantos rostos sorridentes e ver os membros do YRHC andar na pista ao lado de Johnny e Carlos, assim como nossas estrelas de hoje do WorldSBK e EWC. Foi incrível ver os pilotos mais jovens experimentarem as nossas lendárias motos a dois tempos e, para o Carlos e o Johnny, terem a oportunidade de pilotar a R1M. Foi um evento maravilhoso que reuniu o passado e presente da Yamaha para comemorar o 50º aniversário da TZ junto com o 25º aniversário da R1, e acho que foi algo extraordinário para os membros do YRHC vivenciarem. A tecnologia pode ter evoluído muito, mas os pilotos compartilham uma paixão semelhante, independentemente da época em que são, e foi ótimo ver isso compartilhado com os clientes YRE e membros YRHC durante os dois dias inesquecíveis em Mugello.”

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.