TeruelWorldSBK Race1 – Team Aruba.it Ducati SBK Team

Grande recuperação para Chaz Davies (P3) que conquista seu quarto pódio da temporada. Após uma boa largada, Scott Redding cai na 8ª volta

É um sábado agridoce para a equipe Aruba.it Racing – Ducati. Chaz Davies é o protagonista de outra reviravolta emocionante e termina a Rodada Pirelli Teruel em terceiro lugar. Scott Redding luta com Rea (Kawasaki) pela segunda posição, mas cai na volta 8.

No dia que será lembrado pelo primeiro sucesso no WorldSBK de um extraordinário Michael Rinaldi pilotando a Ducati Panigale V4 R da Equipe Go Eleven, Chaz Davies obtém o quarto pódio de sua temporada, apesar de uma qualificação difícil que o obriga a largar da oitava posição. O ritmo de corrida do galês, no entanto, é incisivo e permite-lhe ultrapassar facilmente primeiro Sykes (BMW) e depois Van Der Mark (Yamaha). A meio da corrida Chaz tenta perseguir Bautista que supera 3 voltas até ao fim para conquistar o terceiro degrau do pódio.

Scott Redding larga da primeira linha (P3) com Rea e Rinaldi. A largada é boa e permite que ele faça a segunda curva na primeira curva. O ritmo de corrida de Rinaldi é melhor e permite ao italiano ultrapassar Redding e Rea nas primeiras duas voltas. Scott tenta ficar colado ao seu compatriota, mas na 7ª volta tem de se defender do ataque de Bautista (Honda). O sentimento com a frente não é dos melhores e Redding cai na 8ª volta.

Com o terceiro lugar na Corrida-1 da Rodada Pirelli Teruel, Chaz Davies (136 pontos) fica com a terceira posição na classificação do Campeonato Mundial de Superbike.
Pela primeira vez na temporada, Scott Redding (179 pontos) fecha com uma DNF. Sua diferença com Rea é agora de 30 pontos.

P3 – Chaz Davies (Aruba.it Racing – Ducati)
“Subir ao pódio é sempre bom, embora deva admitir que preferia dar um passo em frente em relação aos dois segundos lugares obtidos no fim-de-semana passado. As condições meteorológicas eram muito diferentes e isso obrigou-nos a trabalhar muito na moto e pneus. Optei por correr com o pneu macio (X) mas tive que conseguir desde as primeiras voltas terminar a corrida com um bom ritmo ao contrário do Rinaldi, que tem um peso diferente e podia dar o máximo. De qualquer forma, parabéns por sua extraordinária vitória “.

DNF – Scott Redding (Aruba.it Racing – Ducati)
“Foi uma corrida muito difícil porque desde as primeiras voltas o sentimento com a frente era negativo. 30 pontos? É uma grande lacuna para dar a um piloto experiente como Jonathan Rea. Agora temos que dar o nosso melhor para vencê-lo em todas as corridas . O meu objetivo é continuar a lutar pelo campeonato e certamente não vou desistir agora depois do grande trabalho que temos feito até agora. É claro, porém, que teremos que fazer grandes melhorias para tentar recuperar a desvantagem ” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.