Petrux detona no MotoAmerica

Leiam abaixo o release da MotoAmerica contando a vitória do Petrux em sua estréia no campeonato. Tirando o Jake Gagne, os outros pilotos eu nunca ouvi falar. Devem ser bons pilotos, mas a real é que o campeonato é fraco para Petrux, um piloto excepcional. Mas que chegou para esta prova todo quebrado, se recuperando de um treino com tombo de motocross e venceu molinho. Vamos ver como o campeonato vai andar…

Danilo Petrucci fez a sua estreia no Auto Parts 4 Less MotoAmerica Championship de forma perfeita com a segunda vitória do fim-de-semana na tarde de domingo no Circuito das Américas na classe MotoAmerica Medallia Superbike.

Petrucci venceu sua primeira corrida na MotoAmerica no sábado e voltou no domingo para igualar o desempenho. Embora a corrida de domingo tenha apresentado uma margem de vitória maior, de 5,1 segundos, do que a corrida de sábado, na verdade foi a mais difícil das duas corridas para o italiano, pois apresentou uma batalha acalorada no início com Mathew Scholtz, da Westby Racing. Petrucci e Scholtz trocaram a liderança em várias ocasiões até que o sul-africano começou a ter momentos perigosos o suficiente para dizer que bastava, e ele optou por garantir seu segundo vice-campeonato do fim de semana no que foi a abertura da temporada na COTA .

Atrás da dupla líder veio o atual campeão de MotoAmerica Medallia Superbike Jake Gagne, o piloto da Fresh N Lean Progressive Yamaha terminando em terceiro para recuperar 16 valiosos pontos no campeonato após um fim de semana miserável. A corrida de ontem foi um desastre para Gagne e sua equipe com sua moto falhando ao iniciar a corrida com outra falha de motor. No domingo, Gagne rodou com sua moto reserva, mas sofreu com a falta de tempo de pista devido aos problemas mecânicos que os atormentaram durante todo o fim de semana. Ele terminou em terceiro lugar e irá para Road Atlanta em duas semanas para a segunda rodada do campeonato.

Felizmente, Cameron Petersen, seu companheiro de equipe se saiu melhor com o sul-africano terminando em terceiro no sábado e em quarto no domingo. Petersen perseguiu Gagne durante todo o tempo, chegando a apenas 10 segundos atrás de seu companheiro de equipe no final.

Richie Escalante, da Vision Wheel M4 ECSTAR Suzuki, não estragou o início da corrida de hoje, como fez no sábado de 14 voltas, e teve um resultado muito melhor. Escalante virou o jogo de ontem em seu companheiro de equipe Jake Lewis, passando por ele no final da corrida e segurando para terminar em quinto. Lewis, que foi sexto no sábado, acabou igualando isso com um segundo sexto lugar.

Hector Barbera, da Tytlers Cycle Racing, ficou logo atrás de Lewis e terminou em sétimo, bem à frente do oitavo colocado Hayden Gillim na Disrupt Racing Suzuki GSX-R1000.

Travis Wyman, da Tytlers Cycle/RideHVMC Racing, foi o nono pelo segundo dia consecutivo, com Michael Gilbert, da Cycle World/Octane/Chuckwalla Racing, completando o top 10, um dia depois que o californiano caiu na primeira corrida.

O fim de semana perfeito de Petrucci o coloca à frente da classificação de pontos do campeonato com 50 pontos, 10 a mais que os 40 de Scholtz. Petersen é o terceiro com 29 pontos, nove a mais que os três pilotos empatados em quarto com 20 pontos: Escalante, Lewis e Barbera. Depois de seu fim de semana difícil, Gagne é o sétimo com 16 pontos.

Danilo Petrucci – Vencedor

“Definitivamente, tenho que estar feliz por este fim de semana. Eu não sabia qual seria o meu nível. A única coisa que eu conhecia era essa pista. Felizmente, nossa moto é muito boa na frenagem e na velocidade máxima. Eu posso carregar essa velocidade na curva. Preciso frear forte e pegar a moto na reta. Definitivamente tenho que agradecer a toda a minha equipe porque tivemos poucas chances de pilotar e ganhar experiência. A moto estava melhor agora. Foi muito bom lutar com o Mat (Scholtz). Como eu lhe disse ontem, vamos para Atlanta, que é uma pista completamente nova para mim.

Matthew Scholtz – Segundo

“Acho que Danilo (Petrucci) na segunda ou terceira volta, pude ver que eu estava um pouco mais forte no meio da pista. Eu apenas tentei ultrapassá-lo nas curvas. Tentei ter certeza de que ele não poderia dar o X e me ultrapassar novamente. Achei que Cam (Petersen) e (Jake) Gagne estivessem muito mais próximos de nós. Acho que o Danilo talvez tenha me ultrapassado na metade da prova. Estou muito, muito feliz por estar de volta. Dois segundos lugares, eu não poderia estar mais feliz. Esses dois caras são pilotos extremamente talentosos e estou honrado por estar aqui no pódio com eles.

Jake Gagne – Terceiro

“Apenas tiro o chapéu para a equipe. Não foi um fim de semana fácil para eles. Após o aquecimento, fizemos algumas voltas de observação. A moto estava funcionando bem, mas eu sabia que a corrida seria difícil. Descobri o que podia conseguir com este equipamento. Estou feliz por ter subido ao pódio. Foi um fim de semana difícil. É bom conseguir alguns pontos porque esses caras vão trabalhar. Mantenha a bola rolando.

“Eu meio que acertei meu ritmo e apenas pilotei como pude. Eu podia ver aqueles caras se ultrapassando. Eu fiquei tipo, ‘vamos, vamos continuar batendo esses caras, tornar interessante.’ Teve uma das voltas que eu vi o Danilo (Petrucci) começar a se afastar porque ele tinha o ritmo. Mat (Scholtz) estava tentando. Mat teve alguns grandes momentos. Foi bom sair este fim de semana novamente. Apenas continue lutando.”

 

Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o release Imprensa no Patreon!

Um comentário em “Petrux detona no MotoAmerica”

  1. Essa é a maior prova que no MotoGp só tem excelentes pilotos,quando mudam para outros campeonatos já se destacam de cara. Parabéns Petrucci !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.