Granado e Aegerter terminam teste de Jerez separados por apenas 0,030

O primeiro teste oficial da FIM Enel MotoE ™ para Campeonato Mundial de 2021 chegou ao fim e são os dois que estiveram no topo da tabela de tempos ao longo dos três dias de vantagem.

O 1:47.553 de Eric Granado (One Energy Racing) foi o suficiente para derrotar Dominique Aegerter (Dynavolt Intact GP) por apenas 0,030s, com o vencedor da Copa 2019, Matteo Ferrari (Team Gresini MotoE), o terceiro mais rápido, 0,647s atrás.

Felizmente o tempo permaneceu seco no Circuito de Jerez-Angel Nieto para permitir que as equipes e pilotos desfrutassem de três dias inteiros de valioso tempo em pista seca, já que os pilotos se reaproximaram ou se familiarizaram com a sua impressionante Energica Ego Corsas. Ninguém conseguia ficar a uma distância relativa da dupla líder, mas um novato teve um desempenho que se destacou ao longo dos três dias: Fermin Aldeguer da equipe Openbank Aspar.

O jovem de 16 anos era P4 na tabela de tempos combinada, apenas 0,043s atrás de Ferrari, vencedor da Taça de 2019, apesar de ser o primeiro teste de Aldeguer a bordo do Energica Ego Corsa. É uma coisa sensacional do novato, que virou mais do que algumas cabeças. O vencedor da Taça em título, Jordi Torres (Pons Racing 40), está atrás do seu compatriota no P5 da geral, pronto para defender o seu título.

No total, oito pilotos foram divididos por um segundo. Alessandro Zaccone (Octo Pramac MotoE) e Xavier Cardelus (Avintia Esponsorama Racing) vão tirar muitos pontos positivos do teste inaugural da temporada depois de embolsar P6 e P7 na geral, respectivamente, com o oitavo lugar Lukas Tulovic (Tech3 E-Racing) exatamente um segundo fora do ritmo de Granado. O alemão caiu no dia 3, mas estava perfeitamente ok. Miquel Pons (LCR E-Team) foi o segundo estreante mais rápido, o espanhol também mostrando uma adaptação impressionante ao MotoE ™ para ficar a apenas 0,018s de Tulovic. O italiano Andrea Mantovani (Team Gresini MotoE) – outro estreante – fechou o top 10 nas tabelas de tempos combinadas.

17 pilotos de 18 conseguiram três dias seguidos, com o único piloto a perder um dia foi o lesionado Mattia Casadei (Ongetta SIC58 Squadra Corse). No Dia 3 todos foram ao grid para uma simulação de largada, mas a simulação de corrida terá que esperar pelo segundo teste. Com alguns problemas iniciais no início do dia e o vento e o tempo não do seu lado, isso vai aguardar o grid na sua segunda visita a Jerez no dia 12 de abril.

Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o release Imprensa no Patreon!

Um comentário em “Granado e Aegerter terminam teste de Jerez separados por apenas 0,030”

  1. Não curto motoE ,isso nunca vai substituir os roncos dos motores a combustão que pulsam dentro nos amantes do motociclismo. Espero que o Eric sai logo dessa para moto2 !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.