Adeus a Fausto Gresini

Gresini estava muito mal no hospital, mas juro que não imaginei vê-lo morto de COVID-19. Certamente não faltaram recursos humanos e financeiros para ajudá-lo em sua batalha final, o que prova que esta Covid, quando acha alguém que seja realmente sensível para ela, não perdoa. Morreu jovem, 60 anos, um cara da minha geração.

Teremos festa e grandes corridas no céu.

Conheci-o pessoalmente em tempos de RioGP. Isso tem tempo e é claro que não posso falar muito aqui sobre sua personalidade e como ele realmente era. Nas quatro ou cinco vezes que estive com ele, foi tudo 100%, um cara direto, prático, alegre e um líder natural em sua equipe. Sempre terminava suas frases com um sorriso.

Eu com Gresini no RioGP

Não é para menos, estreou como piloto em 1983 e já foi campeão em 1985, sendo bi em 1987. Tinha moral para sua função.

Em ação, com o número 1

Como chefe de equipe, um chefe sensacional, uma parceria com a Honda incrível e que lhe deu títulos e muitas alegrias. algumas tristezas também, como os acidentes de Daijiro Kato e Simoncelli. Conquistou quatro títulos de piloto na Moto3, Moto2 e MotoE.  No MotoGP, foi vice-campeão três vezes, com  com Sete Gibernau (que herdou o esquema do Kato) e Marco Melandri.

Campeão com Daijiro Kato

Em seu “novo” posto de equipe Aprilia, a moto não deu-lhe muita chance de brilhar, mas nunca a competência sua ou de sua equipe esteve em questão.

Uma parceria que irá acabar no ano que vem

Adeus Fausto Gresini, um campeão do mundo, bem sucedido com piloto, como chefe de equipe, como pessoa. Fará muita falta no paddock e na vida de todos os que o conheciam.

Capirossi e Gresini

 

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.