Dicas para grandes viagens – Preparação do Piloto

Mario na Castelo
Mario na Castelo

Uma viagem longa destas não mata ninguém. Vc encontra brasileiros de todas as idades, com todo o tipo de motos nas estradas. Já vi inclusive um senhor de quase 70 anos, viajando com a mulher de Suzuki Intruder 250. E estava longe!

Mas algumas providências podem ajudar na preparação física e mental para uma grande viagem. São vários dias de pilotagem, um ritmo diário que se repete e cansa tanto fisicamente como mentalmente.

E este é um dos grande baratos da viagem, a superação diária do desafio, a sensação de dever cumprido e a recuperação para o dia seguinte. E culmina na volta para casa, cheio de fotos e estórias para contar.

Uma viagem longa requer planejamento e despesas, de modo que 1 mês antes da partida, eu começo um pequeno ritual.

Após testar todos os acessórios que a moto vai levar, bagageiros, GPS e etc, eu cancelo todos os rolés mais cansativos ou perigosos, como trilhas, treinos de motocross ou rolés mais longos.

Começo a tomar suplementação de vitaminas (uso Centrum) e procuro focar na alimentação que eu sei que nunca vai me dar problemas. Evito japonês, comida baiana e etc. Procuro comer comidas que me deixem feliz e sem stress. Uma alimentação saudável é coisa para a vida toda e não para 1 mês antes de viajar não é? Então se você não tem uma alimentação saudável e blá blá blá, não comece com ela antes da viagem, até porque pode ser difícil de mantê-la durante a viagem e aí você pode passar mal.

Tem gente mais confiante nos anticorpos e aproveita para ir conhecendo a culinária dos locais e comendo de tudo. Afinal, dizem eles, viaja-se para isso!  Eu não arrisco, vou de bife com fritas até chegar no destino, quando aí fico livre para uma ou outra tentativa, lembrando que tem a volta!!!

Quem já tem o hábito de exercícios, não precisa de nada, mas para mim, que sou sedentário, um mês antes eu me esforço para fazer umas caminhadas e me mexer mais. Alongando, fazendo um pouco mais de força. É incrível o que 1 mês já melhora nisso. Eu devia é ter vergonha na cara e manter, mas é difícil…

Beber muito líquido, ficar hidratado. Dormir bem, maneirar nas bebidas para chegar no dia da partida o mais inteirão que conseguir.

Quem já não conhece bem, procurar conhecer um pouco mais sobre a moto. Tem gente que não sabe nem onde fica a bateria da moto, e isso pode fazer falta. Copiar os manuais em PDF para os smartphones é sempre uma boa coisa.

Aproveite para preparar também uma pequena farmácia. Eu levo remédio para dor de cabeça, bandaid, para dor de ouvido, antiácido, alguma gase, esparadrapo, creme para mãos, colírio e Gelol (ou BenGay). Todos os dias, antes de colocar a segunda pele, eu dou uma boa sprayada de Gelol nos braços , pernas e mãos. Eu acho que ajuda, mas pode ser cisma.

Não levo muitas roupas, porque não é necessário e as malas da moto, que sempre parecem grandes, são pequenas. Durante a viagem eu todos os dias uso sempre a mesma meia a prova de água (SealSkinz), e a segunda pele. De noite, a mesma camiseta. salvo imensos temporais que molham tudo, quando eu seco no hotel com o secador de cabelo ou mando para a lavanderia para secar, ao chegar no hotel eu espalho tudo pelo quarto, para respirar, secar e tirar o cheiro.

Antes de tomar banho eu dou uma geral na moto e no equipamento, usando a oitava maravilha do mundo, que são estes lencinhos de limpar bumbum de neném. Levo um sacão deles, que servem para limpar absolutamente tudo. Imagine uma mão toda suja de óleo de corrente…pois é, 1 lencinho destes é capaz de deixar ela limpinha. Uso eles para limpar a moto, capacete e botas.

Nas duas viagens maiores que fiz, minha mulher foi de avião encontrar no destino, então ela leva as roupas mais legais para usar lá, e depois leva de volta, de modo que eu não preciso ficar carregando roupas elegantes pelo caminho. E leva também as roupas e cuecas que sujei pelo caminho de ida. Aproveito para viajar com as cuecas mais velhas e até joguei umas fora pelo caminho.

Mentalmente a atitude é de foco, de cumprir a missão. Tem que ser determinado, metódico, organizado. Viajar de moto é exigente e você tem que deixar para relaxar quando chega no destino. Se achar que está de férias e relaxar com horários, comidas, bebidas e missões pelo caminho, corre o risco de nem chegar.

 

Abraços

Mario Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.