Jtorres

A Volta de Bayllistic – Dia 1

Bayliss1
Bayliss1

Taí uma imagem que eu não esperava mais ver, Bayllistic pronto prá guerra de verdade. Pensei que só em aparições promocionais, como no WDW.

Mas taí, o véio (45 anos) pegou a Panigale e andou para décimo sétimo, levando 2 segundos e pouco da ponta. Andou bem para quem estava a tanto tempo parado e no meio desta meninada feroz. Cabe lembrar que a Panigale também não é a moto mais rápida e que da outra Panigale, a do Chaz Davies, ele levou 1 segundo e meio. Andou quase igual ao Tati Mercado, que vimos andar aqui no Brasil e anda muito, se bem que a Ducati do Tati não deve ser tão desenvolvida.

Para complicar sua vida, a moto deu problemas no primeiro treino e ele só conseguiu dar 3 voltas. No segundo andou 19 voltas, pouco para construir uma confiança.

“I’m not feeling very confident with the back of the bike right now, in maximum lean, as there’s some sliding there, but I’m sure we’ll be able to sort that out tomorrow. I can say that we’re definitely making progress.

Acredito que ele pode subir mais algumas posições, mas acho que não pega top 10. Nem ele nem a moto estão prá isso.

A surpresa até agora foi o melhor tempo do rookie Jordi Torres, o que bota mais água no que dizem ser o plano do Melandri. Melandri queria trocar de lugar com ele, para pegar esta RSV4 e disputar o título no SBK. Deve estar muito puto, pois vai andar lá atrás com a Aprilia de MotoGP quando poderia estar aí, na ponta. É o que ele acha. E deve ser mesmo, porque o segundo tempo é a outra Aprilia, do Leon Haslan, ambas da Red Devil que são oficiais.

Este parece ser um problema destas motos muito desenvolvidas. Para andar de Aprilia ou BMW, só sendo oficial, custa uma fortuna botar estas motos para andar na frente. As japonesas andam forte com muito menos dinheiro e as Suzuki’s estão me surpreendendo. Muito deve ajudar o profissionalismo do Paul Denning, o chefe da equipe, pois a moto parece ser a menos desenvolvida e nova de todas. E não temos as novas Yamaha’s no grid do WSBK, uma pena.

E as Buell estão lá, uma delas na mão do Canepa, que é excelente piloto, e rápido. Vamos aguardar os tempos de mais tarde.

Vejam aí:

1. Jordi Torres ESP Red Devils Roma Aprilia RSV4  1m 31.214s 
2. Leon Haslam GBR Red Devils Roma Aprilia RSV4  1m 31.466s 
3. Tom Sykes GBR Kawasaki Racing ZX-10R 1m 31.670s 
4. Michael van der Mark NED PATA Honda CBR1000RR  1m 31.693s 
5. Alex Lowes GBR Voltcom Crescent Suzuki GSX-R1000  1m 31.734s 
6. Jonathan Rea GBR Kawasaki Racing ZX-10R 1m 31.812s 
7. Chaz Davies GBR Aruba.it Racing Ducati 1199R  1m 31.920s 
8. Sylvain Guintoli FRA PATA Honda CBR1000RR  1m 32.329s 
9. Randy de Puniet FRA Voltcom Crescent Suzuki GSX-R1000  1m 32.353 
10. David Salom ESP Pedercini Kawasaki ZX-10R  1m 32.534s 
11. Nico Terol ESP Althea Ducati 1199R 1m 32.535s 
12. Leon Camier GBR MV Agusta F4 RR 1m 33.131s 
13. Matthew Walters AUS Pedercini Kawasaki ZX-10R  1m 33.165s 
14. Tati Mercado ARG Barni Ducati 1199R 1m 33.375s 
15. Sylvain Barrier FRA BMW Italia S1000RR 1m 33.382s 
16. Matteo Baiocco ITA Althea Ducati 1199R 1m 33.484s 
17. Troy Bayliss AUS Aruba.it Racing Ducati 1199R  1m 33.490s 
18. Roman Ramos ESP GO Eleven Kawasaki ZX-10R  1m 33.590s 
19. Jed Metcher AUS Race Center Kawasaki ZX-10R  1m 33.814s 
20. Niccolo Canepa ITA Team Hero EBR 1190RX 1m 33.974s 
21. Santiago Barragan ESP Grillini Kawasaki ZX-10R  1m 34.321s 
22. Larry Pegram USA Team Hero EBR 1190RX 1m 34.594s 
23. Christophe Ponsson LUX Grillini Kawasaki ZX-10R  1m 36.163s 
24. Gabor Rizmayer HUN Team Toth BMW S1000RR  1m 36.516s 
25. Imre Toth HUN Team Toth BMW S1000RR  1m 37.708s

Fotos e resultados do www.crash.net

Mário Barreto

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

2 comentários em “A Volta de Bayllistic – Dia 1”

  1. Foi pro sacrificio. E comum antigos herois tentarem ajudar. Poderiam ter aliviado o cara, ja que ta tanto tempo parado e com certeza fora de ritmo, e dado uma KW pra ele fazer uma participacao VIP. Ou ” ate uma Aprilia. Mas nessa moto chinfrim e exigir demais do cidadao.

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.