Rins!!!!! Suzuki vence em Philip Island!

Caraca, que corrida sensacional! Eu adoro esta pista de Philip Island. Ela é bonita, é veloz, tem curvas incríveis. Favorece os corajosos, tem muitos pontos de ultrapassagem. É a minha pista favorita no Playstation!!

Hoje o clima estava tenso, pois a Ducati recuperou-se até estar a apenas 2 pontos da Yamaha, fez a pole e a Yamaha não melhora. Quartararo sob imensa pressão, largando de quinto e em condições desfavoráveis, mesmo em um pista que teóricamente seria boa para ele. Quase que um campeonato de apenas 3 provas, começando hoje.

Quartararo teria que largar super bem, pegar a frente livre e sentar o pau. Não conseguiu.

NÃO DÁ PARA VENCER UM CAMPEONATO DE MOTOVELOCIDADE COM UMA MOTO QUE NÃO TEM VELOCIDADE!

Não dá. A Yamaha não anda NADA de reta, Quartararo tem que fazer milagres em cada curva para apenas manter-se por ali, tem que arriscar e forçar demais, acaba errando.

A Yamaha começou o ano com quase a mesma moto do ano passado, o que foi uma vantagem que foi aproveitada na primeira metade do campeonato. A Ducati GP22 mudou, teve problemas e até hoje a GP21 é uma moto melhor. Hoje, por exemplo, Bezzecchi tinha visivelmente uma moto mais no chão e não passou o Pecco porque não quis (e porque não é burro). A Ducati veio desenvolvendo sua moto ao longo do ano e o resultado é esse, liderança do campeonato de pilotos, após vencer já antecipadamente o campeonato de marcas.

Mas hoje deu Suzuki!!!! Rins veio lá de trás, passou todo mundo, suportou uma pressão incrível e nas voltas finais, após receber a mensagem Mapping 1, baixou a cabeça e voltou a liderança na última volta, vencendo um endemoniado Marc Márquez por décimos!!

A Suzuki não leva pau da Honda V4 na reta, mas ninguém segura a Ducati. A Desmosedici não muda suas características desde a GP15… é um foguete mas ruim de curvas. Não que seja ruim, mas é pior do que a Suzuki, do que a Yamaha, do que a Honda. KKKK, talvez pior do que a Aprilia também. Não é ruim, só é a pior de todas e se não tivesse o motorzão que tem, não se classificaria bem.

Hoje vimos a Suzuki sambar atrás do Pecco, por dentro, por fora, por onde quiser, a Suzuki tem várias linhas, a Ducati só tem uma. A Yamaha é em minha opinião uma moto que ainda faz curvas mais rápido, mas também só tem uma linha e na reta sofre.

Rins fez uma corrida perfeita. Hoje não errou nada, passou, foi passado, guardou o melhor para a última volta e venceu feliz da vida. Sensacional.

Marc Marquez está a cada dia melhor, mais confiante e recolocou a sua equipe Repsol Honda no seu lugar novamente. Hoje quase venceu, foi combativo, passou, foi passado, foi agressivo, criativo, um gênio. Botou pressão até o fim.

Pecco Bagnaia fez uma corrida de campeão. Usou a cabeça, não tinha a melhor moto na pista e quase venceu. No final abriu o bico porque também não é burro de dividir com Rins e Marc, dois que não tem nada a perder. Mas contou com a proteção dos amigos ducatistas na pista.

Fiquei vidrado na ponta e nem vi o resto da corrida. Aleix sofreu embolado com as Ducatis e Zarco sumiu. Mir chegou a andar bem e até marcar a melhor volta, mas depois andou prá trás. Não sei porque, talvez até problemas físicos, hoje foi a sua volta.

Dia péssimo, horroroso para a Yamaha, que pode dizer adeus ao campeonato. Fabio errou duas vezes, tem errado muito, perdeu toda a sua vantagem e ouso dizer que agora já era. Ou a M1 vem boa ano que vem ou digo que é melhor comprar o motor da Suzuki e montar na sua moto!!!! KKKKK.

Semana que vem já tem mais. Parabéns Rins, Suzuki. Marc Marquez e a Repsol vão vencer última, escreve aí.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.