É preciso vontade de vencer

Além de ter uma boa moto, uma boa equipe, e de ser um piloto excepcional, para ser campeão, nas circunstâncias em que estão o campeonato mundial de MotoGP, é preciso ter muita vontade de vencer.

Pecco Bagnaia tem provavelmente a melhor moto, tem provavelmente uma das melhores equipes (tenho muitas restrições ao aspecto humano da Ducati Corse), ele é o atual campeão do mundo e um piloto excepcional, mas parece-me que ele não tem a vontade de vencer que o Martinator está demonstrando na pista.

Jorge Martin tem uma moto do mesmo ano (o que não significa igual), uma boa moto, tem uma boa equipe, ele também já foi campeão do mundo na Moto3 e está demonstrando uma vontade de vencer muito maior do que Pecco Bagnaia.

Hoje, por exemplo, dividiu a largada, arriscando o toque e forçando por dentro. Depois errou, mas voltou com tudo, forçou de novo com o Pecco, com Marini, com Alex Marquez. Não está dosando nada, não está pensando nos pontos, Martinator está fazendo tudo o que ele pode fazer para marcar o máximo de pontos possíveis, vencer. Se ele fizer isso em todas as corridas que faltam, mesmo que Pecco chegue em segundo em todas elas, ele vai fazer mais 13 pontos, e será campeão. Por pouco, mas será. E ele está demonstrando que tem muita vontade para isso. E velocidade.

Hoje Jorge Martin fez uma corrida magistral. Partiu prá cima com força total e ninguém foi capaz de segurar ele. Em outra demonstração do poder da vontade, Diggia fez também uma corrida incrível, pois ele agora está com vontade de arrumar um emprego para 2024. Eu acho um absurdo ficarem cogitando pilotecos da Moto2 e não cogitarem Diggia para as vagas que vão surgindo.

Aviso para todos… estou torcendo contra o Pedro Acosta, quero que ele quebre a cara na MotoGP. Nunca o vi na pista, mas pelo o que vi, não acho que ele mereça todo este hype. Agora já rola a fofoca de que ele poderia deslocar Miller para a Gas Gas indo ele para a KTM oficial. Tsc tsc tsc… tem que comer muita farofa com feijão, quer chegar no MotoGP agora e já sentar na janelinha, não tem nem corpo nem braço para isso. Torço para ele sofrer no MotoGP.

Diggia fez uma corrida ótima também, bem como Luca Marini e Alex Marquez. Pecco fracassou. Hora nenhuma andou prá frente, largou e ficou ali pelo quinto lugar sem nenhum brilho, para quem está disputando o campeonato. E hoje Bastianini não andou nada, caiu e sumiu. Luca, cotado para o lugar de Marc Marquez na Honda, fez uma ótima corrida, após largar da ponta. Um pódium difícil de se repetir.

As KTM andaram razoavelmente e a Aprilia do Maverick Viñales chegou a dar algum trabalho para o Pecco. Também Fabio Quartararo fez uma corrida razoável, sem protagonismo, mas sua Yamaha aos poucos vai andando mais um pouquinho.

Marc Marquez começou na pressão, mas com esta jaca que ele tem a disposição, não dá para fazer muito. Basta olhar para as outras Hondas, sempre se arrastando lá atrás, Marc é o único que pelo menos no início aparece na filmagem. Eu DUVIDO que a TV tenha mostrado hoje Mir, Lekuona ou Nakagami. Com a Gresini andando deste jeito, eu aposto que MM vai subir na moto e disputar vitórias logo de cara. Mas ele diz que não, que ficar falando isso é apenas jogo mental dos seus adversários, botando pressão nele. Ele é uma cobra… repete que tem dois anos que ele não ganha nada e bla bla bla… mas eu acho que ele vai imediatamente andar muito rápido. A Ducati é uma moto que hoje anda bem na mão de todo mundo.

Para amanhã Pecco terá que levar um choque e vir para o pau. Não pode ficar levando ombrada na pista e chegando em quinto, tem que mostrar que é de briga e que quer ser bicampeão. A tendência é toda a favor do Martinator, que vem andando mais do que todos, que está arriscando mais do que todos e que hoje, hoje, merece mais ser campeão do que o Pecco. Vamos ver amanhã.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.