E a Ducati não pára de evoluir sua GP23…

Michele Pirro já deve ter ido a Lua e voltado umas 100 vezes no lombo de sua Desmocedici GP. Sinceramente não sei se o Pedrosa roda tanto na KTM, ou se o Cal Crutchlow faz o mesmo na Yamaha. Na Honda temos o Bradl… Mas quem eu vejo trabalhar mais é o Pirro.

Esta semana ele passou mais dois dias inteiros em Misano, rodando com uma GP23 toda preta, de dar medo e certamente causar calafrios nos concorrentes. Isso porque, a despeito do Bagnaia estar 60 e poucos pontos na frente e fazendo tudo certo na pista, o Sr. Luigi Dall’Igna não dá moleza e está sempre desenvolvendo e inventando coisas para as suas motos.

Não temos mais tido a informação sobre o que muda nas motos… antigamente era uma informação mais disponível. Hoje eu não sei, por exemplo, o que evoluiu e quais são as diferenças entre as GP22 e GP23, por exemplo. Pirro pode ter andando inclusive com uma GP23.5 ou até, um protótipo de 24. Quem sabe?

Muito de vez em quando conseguimos ver uma novidade ou outra, por exemplo… quem viu estas asinhas na suspensão do Martinator em Silverstone?

As motos ficando cada vez mais feias. Dizem que estas asinhas aí apareceram primeiro nas Aprilias. Como copiam tudo das Ducatis, eles também copiam, e daí?

Agora a Honda e Yamaha estão copiando as carenagens de Ducati a Aprilia, com asas maiores e caidas para baixo, com a traseira de stegosauro…motos horríveis, acho eu. E com a aposentadoria da Suzuki, que era a mais bonitinha no grid, ficou difícil. Aquela alça na traseira da KTM também, vou te contar, coisa feia.

Michele Pirro vai correr em Misano como convidado. Incrível é que ele anda, anda e nas corridas, raramente chega nos top 10, mas é um grande piloto e eu tenho um boné autografado por ele, trazido pelo Cayto. Uhu!!!!

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.