MotoGP Argentina 2023

E a Ducati dominou o GP Argentino, fazendo 1, 2 e 3 no pódium. Faria 1, 2, 3 e 4 se Pecco não tivesse caído no final.

Bezzechi andou bem ontem, quase ganhou (veja clicando aqui) e hoje fechou a fatura, vencendo de ponta a ponta, andando em um ritmo que ninguém conseguiu chegar perto. Sua primeira vitória e primeira vitória do time VR46. Aliás, um pódium inusitado, pois só tinham equipes privadas, VR46, Pramac e Gresini. Não lembro de outro assim, mas minha memória é ruim.

As viúvas de Valentino sentem tanta saudade de seu ídolo que vibram como se o próprio estivesse na pista, e o locutor pareceu a imprensa carioca, quando o Flamengo vence por 2×1 na primeira rodada e a manchete vem: “Mengão goleia e já é líder!”. Esta liderança do Bez na pontuação não vai durar nada né? Temos mais de 20 etapas e daqui a pouco o Pecco vai atropelar ele. Mas não deixa de ser legal.

Bezzechi e Alex Marquez e Marini, e até Di Giannantonio provaram que as GP22 estão muito boas… são 8 Ducatis realmente de briga na pista. Osso duro. Enea Bastianini está no estaleiro e Di Giannantonio ainda não veio prá cima, mas é esta parede desmodrômica que todos tem que enfrentar. E com vitórias eles vão ficando todos emponderados e cada vez mais difíceis de passar, pois a moral conta muito na pista.

É difícil dizer que Pecco deu mole… vocês viram o seu tombo? Ele vinha tranquilo, na sua linha e a moto saiu de baixo, não parece ter errado nada. Mas caiu quando estava em segundo e chegou em penúltimo, na frente apenas de Binder, que venceu ontem mas hoje caiu na primeira volta e ficou muito para trás.

Zarco novamente ligou o seu turbo nas voltas finais e veio atropelando, passando geral. Ele tem que ligar este turbo umas 5 voltas mais cedo do que tem ligado, para tentar finalmente vencer no MotoGP. Alex Marquez fez ótima corrida, que alívio para ele deve ser voltar a ter um protagonismo de campeão, chegar ao pódium. Seus anos na Honda foram de desanimar.

Morbidelli repetiu o bom desempenho de ontem. Sua moto não dá para vencer, mas ele veio virando bons tempos até ter que brigar por posições, quando sabemos que a Yamaha não é boa de briga. As Ducatis aceleram o suficiente para passar e conseguem frear forte na frente das Yamahas… aí babou, com uma Ducati mais lenta na frente e na linha boa, a Yamaha não tem o que fazer senão perder tempo e tração atrás delas. Como logo em seguida tem uma outra aceleração, já era, já sai do alcance. Não importa que sem esta Ducati na sua frente ela faria uma curva melhor, porque a diferença é pequena. Quartararo também andou bem e passou um monte de gente, mas como foi tocado por Nakagami no início da prova e caiu para penúltimo, teve que fazer corrida de recuperação e brigar com uma moto ruim de briga.

Em um momento até que Alex Rins estava impressionando com sua Honda, mas depois foi caindo e Miller fez uma corrida relativamente discreta e que também perdeu mais para o fim.

A grande decepção foram as Aprilias, vencedoras do ano passado e que este ano chegaram em 12, 14 e 15. Fracasso total.

Nosso leitor e ex-piloto Nelson Ricciardi achou a corrida chata. Eu não achei não, tirando a ponta, o resto teve muita disputa e corrida na chuva a tensão é constante até o final, como provou a queda de Pecco. Achei o autódromo vazio nas imagens, apesar o locutor dizer que tinham 60 mil pessoas por dia lá… eu não as vi na transmissão.

A cada ano a Dorna inventa coisas para tornar o produto mais apetitoso para a comercialização e fazem um trabalho magnífico, é tudo muito bem organizado. Mas este negócio de muitos pilotos quebrados é ruim… este negócio de Yamaha com apenas duas motos é ruim… este negócio da Suzuki, Kawasaki e BMW estarem fora é ruim… Eles tem muito trabalho pela frente.

Digna de nota foi também a atuação do Diogo Moreira, que chegou em segundo na Moto3 com uma atuação magnífica. Largou bem, depois foi lá prá trás e veio voltando com muita técnica e alguma sorte. Segundão na moral. Não é à toa que muitos o colocam como um dos favoritos para este ano. Está há apenas 2 pontos do líder. Parabéns moleque!!!!

Armandinho tirando onda na Argentina

Nosso amigo Armando Tovar foi de moto até lá de novo. Mandou algumas fotos mas não respondeu nenhuma das perguntas que eu fiz. Quando ele chegar eu vou tentar arrancar elas dele e escrevo um artigo contando como foi sua viagem.

Parabéns VR46 e Bezzechi, foi uma grande e acachapante vitória, não tinha prá ninguém na pista.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. É Mestre em Artes e Design pela PUC-Rio. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.