Opa! Yamaha se mexendo!!!

Pois é galera, e a notícia de hoje é que o Alex Rins foi contratado para o lugar do Morbidelli já para 2024. Existia uma cláusula no contrato dele com a Honda, dizendo que no caso de uma proposta de outra equipe de fábrica, ele poderia sair. E mesmo a Yamaha não estando em seus melhores dias, é melhor né? Ele agora está em uma equipe satélite e com uma moto que quebra todos os pilotos. E vai sair por cima, pois mesmo com Honda, ele venceu nos EUA, um feito e tanto.

É um piloto espetacular, que acabou o ano de 2022 em excelente forma, vencendo corridas com a sua Suzuki. Tem umas 5 vitórias no MotoGP, algo que é muito difícil. O campeão mundial Joan Mir, por exemplo, tem 1 (UMA). O campeão mundial Nick Hayden teve 2 (DUAS). Fabio Quartararo terá um parceiro veloz.

A Yamaha precisa de um piloto experiente e comprovadamente vencedor. E tem experiência em motos com 4 cilindros em linha, uma tocada diferente do V4. A Yamaha está cheia dos problemas e esperamos que aos poucos vá resolvendo todos. O desempenho do Morbidelli era um problema… ele nunca mais recuperou-se do nível que atingiu ao ser vice-campeão do mundo em 2020. Sem dúvidas é um incrível piloto mas não está mais performando na M1. Fofocam que ele poderia ir para o WSBK, no lugar do incrível turco Toprak Razglatioglu que debandou-se para a BMW. É um outro problema da Yamaha, falta de piloto no WSBK… mas aí ele teria que se adaptar… será que ele imediatamente iria pegar a mão da R1? Sei não… sou mais que a Yamaha contrate o Jonathan Rea.

Rea hoje disse que não está feliz na Kawasaki. É o passo um. Para anunciar que vai para a Yamaha é um espirro. O último problema da Yamaha, depois de acertar a M1, é conseguir uma equipe satélite para 2024/2025. Tá difícil… todos tem contratos com motos muito melhores. Complicado.

Diz Lin Jarvis, diretor administrativo da Yamaha Racing, que o André Bertrand detesta:

“Estamos muito satisfeitos por Alex se juntar à formação da Yamaha e damos-lhe as boas-vindas ao grupo de MotoGP da Yamaha”,

“Esperamos que Alex seja um grande trunfo. Ele tem uma vasta experiência como piloto de MotoGP e é conhecido por ser um talento natural e vencedor de várias corridas na classe MotoGP. Ele já tem experiência com outros dois fabricantes de MotoGP e pilotou motos com características semelhantes à YZR-M1, o que deve ajudá-lo a adaptar-se rapidamente à nossa moto. Sua vitória no COTA no início deste ano destaca sua velocidade, fome e determinação para ter sucesso.

“Alex está afastado do paddock da MotoGP há algum tempo devido à lesão que sofreu em Mugello, mas estamos confiantes de que ele deve estar totalmente recuperado e pronto para a temporada de 2024. Estamos realmente ansiosos para trabalhar com ele e acreditamos que ele irá colaborar bem com Fabio e melhorar o desempenho total da Monster Energy Yamaha MotoGP Team.”

Mas o caminho mais provável do Morbidelli é ir andar de Ducati em alguma equipe satélite. Ele é da turma do Rossi e tem as costas quentes.

Sobre Franco Morbidelli, disse a Yamaha:

‘Yamaha Motor Co., Ltd. anuncia que sua parceria com Franco Morbidelli será descontinuada no final de 2023, quando Morbidelli partirá para novos desafios em sua carreira de piloto.

‘Desde que Morbidelli ingressou na Yamaha em 2019, o italiano conquistou seis pódios: três vitórias, um segundo e dois terceiros lugares. Ele também conquistou duas pole position e foi vice-campeão mundial de MotoGP em 2020. Após uma pequena pausa devido a uma lesão no joelho durante a temporada de 2021, Morbido voltou ao GP de San Marino como parte da Yamaha Factory Racing Team. No total, ele disputou 74 GPs como piloto da Yamaha até agora.

‘Yamaha Motor Co., Ltd., Yamaha Motor Racing e a Monster Energy Yamaha MotoGP Team são extremamente gratos pelas contribuições de Morbidelli, motivação constante e sua mentalidade positiva. Eles estão ansiosos para compartilhar mais momentos memoráveis durante as 12 rodadas restantes da MotoGP de 2023.

‘Yamaha Motor Co., Ltd. deseja a Morbidelli o melhor em seus futuros empreendimentos de corrida e reconfirma o apoio total da Monster Energy Yamaha MotoGP Team a ele pelo restante da temporada para encerrar sua parceria em alta.

Lin Jarvis, complementou:

“Antes de tudo, quero agradecer a Franky por seu trabalho árduo e dedicação desde que começou na equipe de fábrica e também muito antes disso, quando era piloto satélite da Yamaha. A parceria Yamaha e Morbidelli levou a grandes resultados, incluindo um excelente título de vice-campeão em 2020.

“É uma pena que os últimos dois anos não tenham ocorrido da maneira que queríamos e esperávamos. Discutimos as possibilidades de continuar nossa parceria, mas no final decidimos que 2024 seria um momento para fazer uma mudança, tanto para a Yamaha quanto para Franky.

“A equipe continuará a apoiar totalmente Franky de todas as maneiras possíveis para encerrar nosso tempo juntos da melhor maneira possível.”

Tá bonito. Mais mexe mexe vem por aí no MotoGP e no WSBK. Esta foi uma primeira pedra, agora as outras irão se encaixando!

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.