Repsol Honda não se conforma com decisão da FIM

O que aconteceu?

Depois de decidido, a FIM mudou a decisão dizendo que Marc Marquez terá que cumprir a penalidade na primeira prova em que voltar. A Repsol Honda não entende assim e está inconformada com a decisão.

A verdade é que Marc Marquez tem muitos fãs, mas muitos adversários também. Principalmente o que eu chamo de viúvas de Valentino Rossi, que insistem com a ladainha que MM “impediu” o seu campeonato de 2015. Parece coisa de política, onde até o coice que o Vale deu no MM é válido, foi um “coice do amor”, porque MM estava sendo “sujo”. KKKKKK, só rindo.

Vamos ver que “bicho vai dar”, mas eu também acho que MM teria que cumprir a punição um dia, este negócio de não cumprir porque faltou a corrida, eu a princípio acho errado. Mas, se está nas regras, tem que cumprir as regras e depois mudar elas. Vejam:

Declaração da Repsol Honda Team sobre a modificação da penalidade FIM

Em relação à sanção imposta pela FIM a Marc Márquez pelo incidente de corrida ocorrido no Grande Prêmio de Portugal, a Repsol Honda Team considera que a modificação da penalidade consistiu em uma mudança de critério sobre quando a penalidade deve ser aplicada, e que esta modificação foi emitida pela FIM dois dias após a sanção inicial ser final e definitiva, não está de acordo com os regulamentos atuais da FIM para o Campeonato do Mundo de MotoGP.

Por este motivo, a Repsol Honda Team pretende utilizar todos os meios de recurso oferecidos pela regulamentação em vigor para defender os seus direitos e interesses legítimos, que considera violados em consequência da última resolução aprovada e, em particular, apresentou devidamente Recurso perante os Comissários de Recurso da FIM.

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. É Mestre em Artes e Design pela PUC-Rio. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.