Kabô Dakar!

E por uma diferença de 3 minutos e 27 segundos, venceu o inglês Sam Sunderland. Sua segunda vitória no Dakar, mas desta vez na GasGas, a outra em 2017, foi de KTM. É mais ou menos a mesma coisa, pois a moto GasGas é KTM, é mais uma marca que os austríacos dominam, como as Husqvarnas.

Ele começou o Rali vencendo a primeira etapa e terminou na frente, embora tenha perdido a liderança no caminho. Foi um Rali apertado. O bando das Hondas partindo prá cima depois de um início lento, o time KTM sempre bicho papão e a Yamaha com um bom time também.

A moto voa!

Vejam aqui a classificação dos 10 primeiros:

Em amarelo os pilotos “Legend”, com mais de 10 participações. Em azul os Rookies, em sua primeira participação. Muito bom o garoto (20 anos) Mason Klein, chegando em nono como rookie. Petrux não classificou, pois sua moto bichou e ele foi ajudado. Mas completou o Rali. Chegou morto, quebrado, levou muitos estabacos grandes e tirou a mão, após até vencer uma etapa.

Para ver a classificação completa, clique aqui.

O Dakar é uma competição prá macho!! Quisera eu ter um bilionésimo da disposição de seus pilotos e conseguir seguir mais de perto as etapas, ter a capacidade de analisar melhor os pilotos, as motos e as provas. Mas não tenho, fica então apenas aqui o registro do resultado e o parabéns para o Sam Sunderland e equipe GasGas.

O pódium!
Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o Mário Barreto no Patreon!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco + 10 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.