Um domingo de azar para a equipe HRC, apesar do aumento da velocidade e ritmo em Barcelona

A sexta jornada do Campeonato Mundial de Superbike chegou ao fim na pista Barcelona-Catalunya, na Espanha, mas infelizmente as corridas não trouxeram os resultados esperados para a Equipe HRC.

O feedback promissor que Alvaro Bautista recebeu das últimas melhorias feitas na afinação da moto foi confirmado pelo seu forte desempenho nos primeiros estágios da corrida da Superpole desta manhã. O espanhol estabeleceu o novo recorde da corrida e tinha acabado de passar para a liderança quando foi interrompido em suas pistas por um violento lance de alta na curva 4, um incidente que o tirou da corrida na volta 3. Bautista foi levado ao médico centro, mas passou apto, tendo sofrido uma fratura do quinto metatarso não deslocado.

O companheiro de equipa Leon Haslam foi inocentemente envolvido em um incidente na volta 2, quando outro piloto o atingiu, fazendo com que os dois pilotos envolvidos caíssem na Curva 10. Haslam foi levado para o centro médico como resultado, mas também passou apto, após sofrer contusões para sua coxa esquerda.

A corrida 2 começou em condições de seco no final da tarde. Mas enquanto Haslam alinhou em 11º na grelha, Bautista infelizmente não conseguiu largar depois que a sua moto parou durante a volta de observação devido a um problema eléctrico.

Em nono nas primeiras voltas, Haslam perdeu um pouco de terreno a partir da quinta volta, terminando em décimo primeiro na sexta volta. De volta ao décimo na volta dez, o britânico ultrapassou Lowes na volta dezesseis para passar para o nono lugar. Lutando com Lowes nas fases finais, o piloto da Equipe HRC cruzou a linha em nono lugar.

Na classificação do campeonato, Bautista agora está em oitavo com 94 pontos, enquanto Haslam subiu para a décima posição com 88 pontos. A equipe HRC retornará às pistas no fim de semana de 2 a 4 de outubro para a penúltima rodada do campeonato que acontecerá no circuito francês de Magny-Cours.

Alvaro Bautista 19 – SPRC DNF | DNS RC2
“Hoje foi um dia agridoce. No warm-up desta manhã fiquei satisfeito com a forma como a moto estava a funcionar porque conseguimos resolver o problema de afinação que tivemos ontem e as nossas sensações estavam muito melhores. Na corrida da Superpole, passei para a liderança, a primeira vez que conseguimos fazer isso, o que significa que continuamos melhorando. Sentia-me tão bem com a moto e por estar de novo na frente que talvez estivesse um pouco confiante demais e puxei um pouco demais, o que resultou em uma queda. Uma pena. Fisicamente, não estava me sentindo bem antes da corrida 2, mas quando pulei na minha bicicleta, vi que era capaz de andar, apesar da minha lesão no pé. A dor não era muito forte. Mas então a moto parou na volta de avistamento e eu não tive chance de competir. Estamos investigando qual era o problema. Foi uma pena, porque tivemos um bom ritmo também para a corrida 2 e poderíamos ter lutado com os líderes em ambas as corridas do dia. De qualquer forma, vamos tirar os pontos positivos deste fim de semana. Estou feliz com o trabalho que estamos fazendo e com nossos passos em frente e agora vamos ver se podemos aproveitar ao máximo as duas rodadas finais e marcar o tipo de resultados que merecemos. ”

Leon Haslam 91 – SPRC DNF | RC2 9º
“Um dia difícil para nós. Fizemos uma má largada na corrida da Superpole e apesar de me sentir bem na primeira volta, fui atingido por trás e bati com o Caricasulo. No começo eu pensei que poderia ter quebrado minha perna, mas felizmente não foi o caso e eu estava muito rígido na parte inferior do meu corpo. Depois de outra má largada na corrida 2, meu ritmo não estava muito ruim e estava começando a pegar outros pilotos. Tivemos uma boa batalha com Lowes, mas um pequeno erro nas fases finais significou que acabei em nono. Foi uma corrida difícil e tive alguma bomba de braço devido à falta de mobilidade após a queda, mas demos alguns passos em frente se considerarmos todo o fim-de-semana. É uma pena sobre os resultados reais da corrida, porque tínhamos potencial para ficar entre os cinco primeiros hoje. De qualquer forma, seguiremos para Magny-Cours e faremos o nosso melhor novamente. ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.