Os Chineses melhorando a cada dia…

Aqui no Brasil as motos chinesas, e até os carros, ainda não tem uma fama muito boa. Normalmente chegam aqui motos pequenas e baratas, com marcas esquisitas. Aos poucos está mudando. Algumas motos supostamente japonesas, como as Suzuki Intruder, eram fabricadas na China e tinha uma qualidade equivalente.

Mas isso está mudando. Tanto nas motos como nos carros, é inevitável. Eles vão melhorando, as ferramentas e o know-how de fabricação vão aumentando e vai tudo ficando melhor.

A QJ Motors, por exemplo, é a dona atual da marca Benelli e tem acordos com a MV Agusta e, pasmem, Harley Davidson.

Quem lembra dos carros coreanos no início, as Bestas… eram horríveis, mas hoje o carro coreano é conceituado. O mesmo vai acontecer com as motos chinesas. Um dia uma marca boa irá se colocar com qualidade no mercado. Qual será? A QJ é uma concorrente, como a CFMoto.

Vejamos por exemplo esta SRK600 RR Action da QJMotor….

Uma mistura de Ducati Panigale com BMW S1000RR. Estas duas motos, que são as concorrentes mais populares no mundo, foram misturadas no design desta SRK600.

Um design ousado, que mistura as duas motos concorrentes. Possui um farol de LED tipo Ducati Panigale V4 e configuração DRL, alojado em um capô dividido que lembra o BMW S 1000 RR. Logo atrás dele está um conjunto de winglets aerodinâmicos, com formato semelhante ao do Panigale.

Além disso, a QJ Motor também copiou a BMW em termos de opções de cores. A SRK vem em três cores branco/vermelho/azul, preto/cinza/vermelho e vermelho/cinza/preto, todos exatamente como o 2022 S 1000 RR

O painel de instrumentos TFT de cinco polegadas, completo com diferentes modos de visualização e conectividade com smartphone. Ele também permite acessar o controle de tração, dois modos de condução e o ABS nas curvas que funciona por meio de uma IMU (Unidade de Medição Inercial) da Bosch.

Quanto à mecânica, a SRK600 tem um motor de quatro cilindros de 600cc, com 80 cavalos de potência (a 11.000 RPM). Tudo isso chega à roda traseira por meio de uma transmissão de seis marchas equipada com quickshifter.

O chassi é de treliça de aço, acoplado a uma subestrutura de magnésio-alumínio. Ele conta com garfos Kayaba USD e monoshock para funções de suspensão, juntamente com rodas de liga leve de 17 polegadas.  Usa discos duplos de 320 mm na dianteira e atrás de 260 mm.

Observando todos esses aspectos, a SRK600 pode ser um problema para a Yamaha R7 e Kawasaki Ninja 650. No entanto, a moto esportiva ainda não viu águas internacionais. Está à venda apenas no mercado local de QJ, onde começa a partir de apenas 39.999 Yuan (~ US$ 5.500), uma soma muito insignificante para uma moto de 600cc.

Será que um dia ela chega ao Brasil?

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.