Mais do mesmo, sobre pilotagem.

É incrível, mas de maneira geral, os motociclistas pilotam suas motos sem pensar no que estão fazendo. Ou estão em uma velocidade baixa onde o pânico está quieto e dominado, ou estão adrenalizados lutando com os instintos para não entrar em pânico e absolutamente não conseguem pensar nas mínimas coisas do que estão fazendo, ou do que a moto está fazendo e precisando.

Também é impressionante a desinformação sobre a motocicleta. Motociclistas sobem e aceleram suas motos para velocidades altas e não tem muito conhecimento mecânico.

Quando vemos as corridas de moto na TV, vemos que ao chegar nos boxes os pilotos estão calmos. Sentam em suas cadeiras e fazem aquelas reuniões com os técnicos, onde são capazes de realizar um debriefing explicando coisas que os sensores não foram capazes de captar.

Valentino Rossi é super preciso em suas reuniões. Aqui com seu antigo Chefe Silvano Galbusera.

O que faz um bom piloto é a capacidade de sempre estar no controle, pensando, de ser capaz de repetir as ações com precisão de frações de segundos e milímetros.

Meu Guru Keith Code, escreveu em um dos seus livros uma frase que me marcou muito: “Nunca diga eu não consigo, eu não estou fazendo. A razão é simples, é técnicamente impossível melhorar o que você não faz”. Simples assim. Só é possível trabalhar em cima das coisas que o piloto faz, para mudar, para melhorar, para fazer novas coisas. A primeira coisa que eu faço para treinar alguém em pilotagem é garantir que a pessoa faça exatamente o que tem que ser feito, para em cima disso, trabalhar nas melhorias possíveis.

Sem uma consciência total de sua pilotagem, sem um entendimento perfeito da mecânica e física da moto, é muito difícil ficar no controle com a calma necessária. É muito difícil analisar os problemas e melhorar.

O tempo inteiro tem-se que permanecer no controle da moto. Saber o que está acontecendo, o que irá acontecer, o que irá ser feito, como, quando, onde. Ter bons planos, ser capaz de ter planos de backup, estar calmo na hora de imprevistos, estar treinado para controlar os instintos e não fazer nada estúpido por falta de pensamento.

Para alcançar estágios melhores e mais avançados em sua pilotagem basta o interesse pelo assunto. Basta estudar sobre pilotagem, motociclismo e mecânica. Isso lhe trará prazer, segurança, conhecimentos, velocidade.

A imensa maioria dos textos sobre motos é uma bosta, descrevendo a ficha técnica com fotos bonitas (quando tem), não acrescentam nada. Não se conforme com isso, existem textos de mais nível, existe informação de qualidade. Se você está procurando uma pilotagem de alto nível, não só para a pista mas também para a sua vida, não há outro caminho, estude.

Dovi e Alberto Giribuola, seu Engenheiro de Pista.

Pilotar é técnica, é pensamento, é calma, é precisão, é tecnologia. Marra não entra na equação.

Mário Barreto.

3 comentários em “Mais do mesmo, sobre pilotagem.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.