Finalmente Pecco!

Meus amigos, que corridaço hoje em Motorland Aragón. Aquelas corridas que vc não sabe o resultado até a última volta, tensão total.

Apesar de Fabio Quartararo ter largado em uma boa primeira fila, pelos treinos dava prá ver que seria uma corrida difícil para a Yamaha. Fábio está muito bem na moto, tirou esta volta para terceiro sabe-se lá de onde.

Já as Ducatis, que fizeram dobradinha para a largada, andaram forte, com Pecco na frente de Miller. Mas Pecco tem treinado e largado na ponta, mas nas corridas não tem correspondido ao amor que Gigi dá para ele. Até hoje, nunca tinha ganho uma corrida no MotoGP. E isso pesava contra ele, pois Marc Marquez adora esta pista, fez uma excelente largada e grudou nele até o final. Todos esperavam um bote certeiro de MM nas voltas finais, os botes vieram, mas Pecco segurou a onda lindamente, com uma Ducati que chegou ao final da prova inteirona de pneus e segurando boas linhas defensivas.

Linha defensiva contra MM é mais fácil, porque as linhas da Honda são quadradas como as da Ducati, difícil é segurar linha das Suzuki, por exemplo, que sambam atrás das outras motos e podem escolher qualquer lugar para passar. Foi uma disputa bacana pois tínhamos motivos para torcer para a primeira vitória de Pecco Bagnaia, um piloto jovem, rápido e gente boa, e também tínhamos motivos para torcer por uma vitória do Marc Marquez, em seu caminho para a total recuperação.

Com Pecco virando reloginho em 48, vimos MM sofrer para acompanhar a Ducati nas suas reacelerações. No miolo a Honda do baixinho até juntava nas freadas, mas como não dá para passar por cima, tinha que segurar e ver a Ducati sair das curvas sem dar chances de pegar um vácuo efetivo. Primeiro MM tentou induzir Pecco ao erro, botando pressão. Faltando cinco voltas partiu para a grosseria, escolhendo linhas impossíveis de segurar, e por isso foi repassado todas as vezes. Na última tentativa a linha era tão impossível que ele mesmo não conseguiu segurar, saindo da pista. Mas como tinham aberto mais de 4 segundos do terceiro, Mir, deu tempo de voltar na boa.

Incrível o fim de semana de Pecco Bagnaia, treinando bem, largando da pole e fazendo uma corrida exemplar. Guentou a pressão, deu o troco imediatamente, fez valer seu conjunto melhor do que o da Honda.

Incrível a corrida de Marc Marquez, finalmente chegou ao fim sem cair, botou uma pressão infernal na Ducati, foi de longe a Honda mais rápida, mesmo sem estar ainda 100%. Chegou no final da prova com o braço direito sentido e meio morto, parado. Dava prá ver que ele não queria mexer o braço. A cada corrida e a cada semana que ele não se recupera, os monstrinhos como Quartararo, Mir, Martin e agora Pecco, vão ficando mais perigosos. Antes bastava meio Marc para vencer estes moleques, agora não mais, tem que ser um Marc 100%, senão não dá.

O terceiro lugar de Mir foi para mim até surpreendente, andou demais em um resultado excelente. A Suzuki treina muito mal, a moto demora demais para ficar pronta, Mir nunca partiu da primeira fila, tem que vir de trás se gastando e aí não dá. Disse hoje que esperava mais da corrida, o que achei otimista demais, mas o fato é que ele se livrou de Miller e Aleix e estava até chegando em Marc Marquez. Excelente corrida para ele e para a Suzuki. Rins treinou pior ainda e partiu mais detrás ainda, chegando em “dôzimo”, muito pouco para ele e para a Suzuki. O campeão Mir firmou-se de vez como o melhor piloto da dupla, algo que até o ano passado não era claro.

Dali prá trás vimos a Aprilia de Aleix conquistar um sólido quarto lugar mas com Viñales tendo que comer muito feijão com arroz ainda com a moto. Tivemos bons pegas por todas as posições e vimos Fabio Quartararo brigar como um leão para chegar em oitavo lugar e limitar os danos contra Bagnaia e Mir. Para o conjunto da Yamaha de hoje, foi o que deu para fazer e não foi fácil. Bastianini andou bem, Lekuon andou bem até errar e ir para trás. As KTM é que estão sumidas, com o Miguelito apagadão. E nem vimos Valentino Rossi hoje, em uma pista que ele detesta e tradicionalmente não vai bem, ele foi mal mesmo, chegando em penúltimo lugar.

Linda corrida, disputada, vencedor inédito, um circuito bonito, público presente, o mar de homens de vermelho da Ducati Corse rindo à toa, a Honda se recuperando nas mãos da formiga atômica, tudo bacana, mas a Yamaha segue em direção ao título. Semana que vem devemos ter Dovi na Yamaha, vejam que legal. Vou adorar se ele já chegar dando pau no Viñales. Aguardemos…

Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o Mário Barreto no Patreon!

2 comentários em “Finalmente Pecco!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.