EL DIABLO VENCE EM JEREZ 2020!!!!

Meus camaradas, que dia lindo de corridas!! 10:15h da manhã e já tantas alegrias!! Acordei cedinho para ver o Eric dar um show na MotoE, dormi e acordei para ver o MotoGP.

Eric apenas continuou fazendo o que começou a fazer desde a última corrida do ano passado, não errar. Rápido ele sempre foi nesta moto, mas por um motivo ou outro errava nas corridas e por isso não foi campeão. Ele é mais rápido do que o campeão e até as pedrinhas da caixa de brita dos autódromos sabem disso. Treinou sem errar, correu sem errar, ganhou com  mais de 3 segundos de vantagem. É muito, em uma categoria com motos iguais e bons pilotos. Tirou onda. Estava super feliz no pódium e espero que estas vitórias seguidas lhe deem estabilidade técnica e emocional para ganhar todas. Não é impossível, ele é o melhor na categoria.

A corrida em si, com aquele barulhinho feio, não empolga muito, preciso de mais tempo para me acostumar.

É muita corrida prá ver então dormi de novo para chegar inteiro no MotoGP. Deixo a obrigação de ver todas as corridas para os profissionais que ganham uma fortuna para isso.

Fiz os comentários dos treinos ontem mesmo, leiam clicando aqui e aqui, pois o André também escreveu. E tirando as inesperadas ocorrências com Marc Marquez, deu o previsto.

A Fox Sports deu sorte para a Yamaha, kkkk, pois a marca começou o patrocínio das transmissões vencendo, fazendo dobradinha! Bons auspícios.

Maverick largou bem, Quartararo nem tanto, Marquez largou bem mas boas largadas fizeram mesmo as Ducati Pramac, que se enfiaram ali na ponta com Jack Miller e Pecco. Viñales tentou puxar a ponta com um bom ritmo mas levou dois sustões de quase cair, foi ultrapassado e foi reconstruir sua confiança um pouco mais de trás.

A pista estava traiçoeira, já tinha quebrado Rins na véspera, de manhã quebrou Cal Crutchlow. Marc Marquez era prá ter caído em sua primeira escorregada mas combinou dois milagres numa manobra só, que foi levantar a moto no ombro e botar ela de pé após literalmente cair em velocidade, e depois manter andando na caixa de brita. Nunca vi esta combinação. Já vi salvar da brita, com mais dificuldade, mas sair de frente, escorregar uns 20 metros e botar a moto de pé, combinada com um rolé de motocross, nunca.

Assistimos um momento histórico que daqui há alguns anos vai ficar difícil até de contar para os moleques. Com tudo isso a Formiga Atômica perdeu o mínimo de tempo possível, nem foi prá último e nem teve que passar seu irmão. E veio acelerando como Marc, passando tudo e todos, as vezes na grosseria mesmo. Sorte deu Rossi que errou justo em sua hora, senão ia levar um desaforo na ultrapassagem. A moto parece que não sofreu nadica com o episódio. Faltando 5 voltas ele já estava pronto para ser segundo, no cangote do Viñales quando tocou a zebra de jeito esquisito e voou como um highside. Caiu feio, com dor, segurando a mão direita. Vai dar algum ruim… enquanto escrevo espero chegarem as notícias.

(chegaram, Marc quebrou o braço, vejam em https://www.crash.net/motogp/news/940145/1/marc-marquez-confirmed-fractured-arm-undergo-surgery)

Não acredito que passaria Quartararo, mas chegar em segundo depois disso tudo seria hercúleo, papo de vencedor moral e o escambau. Mostrou que é intocável, imbatível e que só perde para ele mesmo, como perdeu hoje.

El Diablo fez uma corrida perfeita. Treinou para pole, correu sem cometer nenhum errinho visível pela TV e chegou bem na frente. Seu estilo é suave como Lorenzo, ele nem abre a perna no apex, deita bastante a moto, passa muita segurança, pois suas linhas nem parecem forçadas. Fluido. Não é fácil vencer MM, não é fácil vencer de Yamaha, não é fácil vencer sendo satélite, não é fácil vencer aos 21 anos. Quartararo fez tudo isso com serenidade e competência, simplesmente chegou o seu dia. Viñales se livra de Rossi mas terá que duelar com El Diablo. Vida dura.

Viñales fez também boa corrida, afinal, chegou onde largou, em segundo. Disse-nos ele que saiu de frente três vezes, quase caindo. Duas eu consegui ver. Recolheu para terceiro atrás de Miller, deu o bote nas voltas finais para fazer a dobradinha. Olhando eu acho ele mais instável do que Quartararo, mas é rápido, a Yamaha está bem de pilotos.

Em terceiro, sorrateiramente, como é seu estilo, chegou Dovizioso. Dovi quebrado, em péssimo dia chega em terceiro, este é jeito dele. Assim ele foi 3 vezes seguidas vice-campeão do mundo. É mestre em correr o mais devagar possível, kkkkkk, é sério, este é o estilo dele. Milimétricamente dosa suas forças para no finalzinho ter um tiquinho a mais dos que estão na sua frente. Quando tem moto para vencer, embola-se com Marc Marquez, quando não tem, é isso, fica ali por perto e no final, até de pneu furado, belisca um pódium. Dovi é incrível e não entendo porque a Ducati fica de lenga lenga com ele. Não é legal a Pramac chegar na frente da Factory? OK, deixa comigo, e pá, tá lá Dovi no pódium.

Boas corridas fizeram as Pramac, não vimos as Suzukis na pista. A KTM de Pol mostrou serviço, e ele também. A tripa de motos ficou até bem compacta, pois até o sétimo lugar dava prá ver na mesma reta.

Alex Marquez, Rossi, Aprilias, Zarco, falharam terrivelmente em mostrar serviço.

Foi uma corrida incrível, com a emoção de ver Marc Marquez recuperar, com a emoção de ver a primeira vitória de Quartararo. Detestei ver a pista deserta e sem fans, o espetáculo perde muito.

Sobre a transmissão, não tenho muito o que acrescentar sobre o que eu disse ontem. Não acredito que alguém tenha lido meu texto, mais gente deve ter reclamado e hoje o Teo ao vivo disse que a Fox tem uma equipe que pesquisa as pronúncias dos nomes dos pilotos. Tudo bem, antes fosse só isso, mas não é. Minhas críticas deveriam ser construtivas, mas eu talvez não tenha talento para escrever desta maneira construtiva.

Mas fui pesquisar também as pronúncias dos nomes dos pilotos com Aleix Espargaró e do Pecco Bagnaia. Minha pesquisa deu resultado diferente. Clique no link abaixo para ouvir em italiano uma entrevista onde o italiano pronuncia Pecco Bagnaia em sua língua natal:

Ou ainda, fica a dica para o caso da equipe falhar, de um site interessante:

Mas até como disse o meu amigo e piloto Victor Braga, pronúncia de nomes não é o mais grave. Não somos obrigados e as vezes nem conseguimos falar corretamente nomes em outras línguas, o grave é o que talvez revele uma falta de investimento, tempo, do canal, para termos uma transmissão de alto nível. Estamos acostumados de anos a ouvir de uma maneira, não é de uma hora para outra que a equipe da Fox Sports irá nos ensinar que é de outra maneira. Só pedimos capricho, até porque como não gosto muito de futebol e mesa redonda, quadrada, pentagonal, é a única coisa que assisto na FOX.

Abraços para todos e até semana que vem, provavelmente sem Marc Marquez 🙁
Mário Barreto

Um comentário em “EL DIABLO VENCE EM JEREZ 2020!!!!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.