É melhor do que Game of Thrones!!!

Cada capítulo uma surpresa: 6 corridas, 5 vencedores, 4 deles pela primeira vez, 12 pilotos já estiveram no pódio, nenhum mais de 2 vezes! Resultado: com mais da metade do campeonato e 200 pontos pela frente há 12 pilotos com possibilidade de ser campeão. Não dá pra desgrudar da TV!

Quartararo foi garoto nessa prova: era o que tinha o melhor ritmo. Ninguém rodava tão facilmente nos 32”4, 32”5 quanto ele. Só que largou mal e se afobou. Com borracha dura na frente foi afoito e caiu. Não dá para criticá-lo com severidade. O próprio Marquez se afobou naquela fatídica prova da Argentina e nesta abertura do campeonato em Jerez. O piloto sabe que é meio segundo mais rápido do que os outros e não quer perder uma prova “fácil”. Acaba se enrolando. Do mesmo jeito que o Bagnaia chegou e passou, El Diablo poderia ter chegado até no Morbidelli, mas fiquei feliz que não tenha acontecido. A Yamaha está rodando em Misano com a mesma facilidade com que rodou em Jerez, portanto é provável que ganhem também no próximo domingo.

Viñales é aquilo de sempre: voa nos treinos e se enrola na corrida. Foi o único piloto que usou borracha dura na traseira. Não caberia um pouco mais de humildade? Se o Rossi vai de medio e ele conhece aquele circuito como a palma da mão, pra quê inventar? O Doutor correu bem: cozinhou o Rins o quanto quis. Só deu uma vaciladinha na curva 2 na última volta, o que lhe custou o merecido 200º pódio. Talvez no próximo domingo…

As Suzukis continuam sofrendo com as posições de largada, pois não conseguem aproveitar o máximo dos pneus novos. Nas provas conseguem manter e até melhorar o ritmo com os pneus desgastados. Rins disse que cansou, por causa do ainda dolorido ombro. Mir deu show, e agora está sendo jurado de morte pelas enfermeiras. O garoto fez um ótimo trabalho e essa molecada está faminta pra comer o que o Marc Marquez deixou na mesa.

As KTM tomaram um choque de realidade. O fato é o Pol até rodou bem nos treinos, mas está caindo muito. Um tombo no FP3 o obrigou a disputar o Q1. E no Q2 ele caiu de novo! Misano é uma pista complicada para ultrapassar, bem diferente do Red Bull Ring, e o primeiro trecho favorece os melhores chassis. A situação não deve mudar muito na próxima semana, embora esteja programado um treino muito importante amanhã (terça-feira).

Dovi tem se queixado muito da Ducati, mas o Bagnaia está aí mostrando que a moto anda bem nas pistinhas apertadas. Petrucci está fazendo figuração na pista e o Miller mostrou que não consegue dar mais do que 12 voltas nos mesmos pneus. Não é à toa que seu dois pódios foram em corridas curtas, depois de bandeiras vermelhas. Zarco deu uma deschavada alegando problema de desgaste de pneus, mas o boato é que o pulso não aguentou. O ritmo caiu vertiginosamente depois da 20ª volta. Está cada vez mais longe da equipe oficial e perto da Pramac.

Ao seu lado deverá correr o Bastianini, que já assinou com a Ducati, embora o Paolo Campinoti quisesse o Jorge Martin. Enfim, ainda há um assento livre na Esponsorama Avintia.

As Hondas dão até pena… comemorar oitavo lugar é pra chorar. Crutchlow não deve correr no próximo fim de semana. Alex Marquez e Stephan Bradl tem jogado muito buraco com Petrucci e Tito Rabat. Deve ser por isso que eles comparecem, nos fins de semana de corrida. Seis corridas sem nenhum pódio: Puig deve estar se rasgando.

Na Moto 2, com Jorge Martin afastado por COVID, a VR46 fez a dobradinha, com seus pilotos esfregando carenagens. La Bestia chegou bem em 3º e o Sam Lowes fez uma corrida excepcional, largando dos boxes.
A Moto3 deu uma bela animada no campeonato com o tombo do líder disparado, Albert Arenas. Agora embolou, com dois japoneses no pódio pela primeira vez na história. Valeu pela bela vitória do John McPhee, ou seja, a Petronas levou dois troféus pra casa no domingo.

A Moto E só serviu para tirar o meu bom humor após acordar cedo. O atual campeão, Matteo Ferrari, recebeu uma punição ridícula por ter derrubado o Granado na última prova: 3 posições no grid. Pombas o cara derrubou um dos protagonistas!!! Devia ter largado dos boxes. Enquanto isso o Granado tratou de se punir. Tinha moto para largar nas primeiras duas filas e vencer a corrida, mas foi com muita sede ao pote querendo a pole, pisou na área verde e largou em último. Ferrari ganhou e ele chegou em décimo. O campeonato virou um sonho distante.
Contando os dias para o FP1 de sexta-feira!

Até semana que vem.

André Bertrand

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.