E começa o MotoGP 2020 – Qatar!

E finalmente começa o campeonato!! Um ano que promete bastante.

No MotoGP Marc Marquez terminou o ano em forma dominante, mas todo o conjunto de coisas que aconteceram nas férias fazem sonhar com um equilíbrio maior este ano. São muitos detalhes:

1 – A Honda RCV 2020 parece que não veio tão boa, ao ponto deles estarem misturando ela com a 2019 na procura de um melhor desempenho. Nenhuma das Hondas se destacou nos testes, e elas aparentam estar com probleminhas.

2 – A Yamaha renovou com Viñales bem cedo, botou Quartararo para dentro em 2021, a M1 2020 parece estar melhor, marcou bons tempos nos testes.

3 – A Suzuki, que vem melhorando progressivamente, ao ponto de vencer duas corridas ano passado, também veio aparentemente boa, com Rins confiante.

Ainda por cima MM teve uma recuperação de sua cirurgia mais complicada do que o esperado. É sempre assim, MM ainda é o alvo, mas não durará para sempre, em algum momento ele vai parar de melhorar, vai estacionar, mesmo que em altíssimo nível. É agora? Nunca se sabe, mas pode ser uma oportunidade para a galera dificultar.

Rolaram até uns memes na internet, dizendo que a prova foi adiada porque a Honda e Marquez não estão prontos… bobagem. A Honda Repsol e a Ducati Corse estão sempre prontas. Pode acontecer de tudo, que na corrida, elas se apresentam para o pódium. Sabemos que o que faz as motos andarem é dinheiro, e isso elas tem mais do que as outras. Ajuda muito.

MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO… não tivemos MotoGP no Qatar, infelizmente. Como parte dos procedimentos para impedir a propagação do corona vírus, tanto Itália como o Japão estão com restrições severas no movimento de pessoas em seus aeroportos. Isso impacta de maneira decisiva o paddock do MotoGP, pois o que mais tem nos boxes é japonês e italiano. Muitos espanhóis também. Faltam brasileiros… Sendo assim, cancelaram o MotoGP no Qatar, adiaram o GP da Tailândia, de modo que teremos que esperar até O GP americano para o início da temporada deles.

Moto3 e Moto2 rolou porque as equipes já estavam lá para os testes pré temporada, o que evitou as viagens.

É compreensível a preocupação das autoridades, mas é um saco, queremos ver as corridas, kkkkkk.

Sendo assim, tivemos apenas Moto3 e Moto2. São corridas sempre legais, pois ambas categorias tem uma grande igualdade entre as motos e o dinheiro não é ainda tão importante. Sempre é, mas menos.

No sábado, totalmente no susto, fui convidado pela Fox Sports para comentar os treinos. Tarefa difícil para mim, pois fazer comentários sobre os pilotos quase desconhecidos, muitos ainda começando, é mais complicado. Até por questões de sono, eu me concentro em estudar o MotoGP. Estudar as 3 categorias, com mais de 80 pilotos, equipes e detalhes é coisa para quem se dedica e vive disso. Posso me dedicar e sinceramente gostaria muito, mas não é o caso ainda. E fui avisado na véspera, espero não ter decepcionado.

Leiam aqui https://www.motozoo.com.br/?p=3688 e aqui https://www.motozoo.com.br/?p=3684

e um vídeo aqui ó: https://youtu.be/r5dDWDFUL8A

Adorei a experiência.

Albert Arenas

Hoje na corrida assisti de casa. Meus palpite para a Moto3, Raul Fernandez, até começou bem, mas errou, perdeu desempenho e foi lá para trás, recuperando na marra as 2 voltas finais para ainda por cima ser também penalizado por sair da pista e perder uma posição. Meu novo amigo, o narrador Thiago Alves, apostava no Suzuki, que acabou em quinto. Vamos falar de quem venceu? Albert Arenas, que no finalzinho aplicou a batida fórmula de ter economizado pneus e abriu o suficiente de McPhee. É sempre divertido ver os pegas da Moto3, motos embutidas, motos de GP. Estas magrelas dão quase 250 km/h de final. Eu só tinha experiência de Supersport e Superbike quando o meu amigo Marcelo Medeiros me convidou para pilotar uma 250 em uma corrida no autódromo de Jacarepaguá.  Foi uma experiência incrível! Muito técnica. Na reta dava sono, mas no miolo o prazer é o mesmo, sendo que tem-se que estar muito concentrado para não errar nada. Cada erro custa muito no embalo e o segredo é exatamente este, perturbar o mínimo possível o equipamento para não perder o embalo. Muito mal comparando, hahahaha, era uma Twister bem futucada com uns 1000 giros de faixa útil, o Moto3 é a mesma coisa só que em protótipos de 50 cavalos, o dobro. Não tenho intimidade com Moto3 para me extender muito. Foi a centésima vitória da KTM em GP’s e a primeira vitória no Qatar desde 2012.

Em Moto2 melhora um pouco, os pilotos são mais conhecidos e as motos muito mais rápidas. Uma das demandas desta nova Moto2 com motores de 3 cilindros, foi o de melhorar o nível da moto. A antiga 4 cilindros era muito básica, sendo uma moto pior do que a Supersport e pior do que as motos do campeonato inglês ou espanhol. Fracas e com pouca eletrônica. Tanto que vinham rebolando absurdamente na pista. Desde o ano passado isso vem acabando e hoje quase não vimos. As motos estão mais potentes, e mais sofisticadas de eletrônica, pois a “reclamação” era a de que os pilotos estavam subindo para o MotoGP inexperientes no acerto eletrônico.

Tetsuta Nagashima venceu hoje e foi o seu primeiro pódium!!! Estreou logo no lugar mais alto. Esta moto dele é muito maluca, pois é uma KTM que não tem nada de KTM, o quadro é Kalex e o motor Triumph…. maluquice. Eu estava torcendo pelo Joe Roberts, por seu desempenho, por sua simpatia, pela história dos avanços na mentoria, para ver um americano se dando bem, porque sua equipe parece não ter muita grana, porque os EUA estão precisando de um gás. Luca Marini também estava ótimo, até perder desempenho e finalizar com um tombo meio assustador.

É uma categoria com muitos possíveis e justos vencedores. Canet estreou chegando em nono (o release de imprensa deles vai escrever top 10), muito bom. Dalla Porta muito mal, em penúltimo. Foi outra boa corrida, mas eu não tenho muito embalo e tração para ficar falando muito de Moto2 ainda.

Foi um alívio ver as atividades recomeçarem, foi uma alegria a Fox Sports pegar as transmissões. Vamos ter um lindo campeonato.

Abraços
Mario Barreto

Um comentário em “E começa o MotoGP 2020 – Qatar!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.