Bautista e Ducati começam bem o WSBK!

Alguns fins de semana são assim, cheios de corridas! Finalmente começou o campeonato de Superbike no Motorland Aragon. Este ano promete ser quente, quentíssimo! Porque?

Ora, o grande heptacampeão Jonathan Rea disse que vai buscar o sétimo título, depois de ganhar 6 seguidos com sua Kawasaki.

A Ducati engoliu alguns sapos, trouxe Alvaro Bautista de volta e está desesperada para ganhar um título no WSBK, que ela dominava mas que não ganha nada desde 2011. Nenhuma Panigale teve este gostinho, com a V2 sendo o único modelo esportivo da marca a zerar título de SBK. Bautista foi para Honda e não se criou, voltou com fome e com vontade de apagar o fiasco de sua passagem anterior, quando na estréia da Panigale V4 ganhou 11 corridas seguidas e acabou perdendo o título para o Rea.

A Yamaha, atual campeã com o turco de nome difícil Toprak Razgatlioglu, fera que foi capaz de ganhar de Rea, tem na R1 uma moto rápida e o Toprak osso duro de roer.

A Honda, outra que não ganha nada há anos, está com 2 pilotos jovens de GP, Iker Lekuona e Xavi Vierge, veio treinando bem e melhor do que com Bautista.

E finalmente a BMW, que contratou Scott Redding e Loris Baz, em mais uma tentativa de se dar bem nas corridas.

Treino é treino, corrida é corrida. No sábado, corrida de estréia, Jonathan Rea venceu, batendo Bautista na última volta, com o Toprak chegando em terceiro. As Hondas melhoraram, não caíram e chegaram mais na frente. As BMW’s fracassaram. Scott Redding vai sofrer um pouco ou um muito com elas.

No domingo Bautista dominou a SuperPole e a corrida 2, vencendo com moral e tudo se repetiu, Rea em segundo e Toprak em terceiro nas duas. O pau comeu, mas eu não vi as corridas.

Um super resultado para o Bautista, que estava sem disputar vitória desde que saiu da Ducati. Um super resultado para a a Ducati Panigale V4, que sonha em ser campeã.

Rea também tem motivos para estar feliz, pois venceu a primeira prova e depois dois segundos lugares não é exatamente um resultado para chorar. E ele sabe que regularidade é tudo no campeonato.

Toprak já deve estar um tico chateado, pois não ganhou nenhuma e é o atual campeão. Levou couro.

E a Honda teve uma estréia relativamente boa, com seus pilotos em quinto e sexto no campeonato.

Mas já vimos isso antes, ainda pior, pois Bautista ganhou as 3 na estréia e foi ganhando até 11 seguidas e mesmo assim não deu certo. Bautista tem que ter a cabeça no lugar, sua moto é forte, é boa. Ele é bom, mas seus concorrentes são também muito bons. A Kawasaki é boa e Rea um fora de série. A Yamaha é boa e Toprak um aloprado. Vamos aguardar…

Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o Mário Barreto no Patreon!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.