Tim Gajser vence o Campeonato Mundial MXGP 2020

Tim Gajser, da equipe HRC, ganhou seu quarto campeonato mundial de motocross em apenas seis anos, após vencer o título MXGP 2020 deste ano. Coroado no circuito de Trentino, na Itália, lar de muitas boas memórias para o piloto esloveno, Gajser fechou o título com três corridas restantes para terminar em mais uma temporada de pilotagem rápida e controlada.

Este título agora o move para o topo da lista de campeões mundiais da HRC, à frente de grandes nomes como Dave Thorpe, Eric Geboers, Georges Jobe e Andre Malherbe e confirma seu lugar como um dos melhores pilotos da história do motocross.

No que tem sido uma temporada difícil devido à pandemia global, o # 243 tem mostrado consistentemente que é o piloto mais rápido na pista, ganhando 13 corridas e 4 overalls (antes do MXGP de Pietramurata) em seu caminho para este momento histórico. Começando o ano em março com vitórias de motos em Matterley Basin, Reino Unido e Valkenswaard, Holanda, Gajser imediatamente mostrou que era uma ameaça para vitórias em qualquer superfície em que rodassem, e essa forma continuou quando ele venceu a primeira corrida após o reinicie em Kegums, Letônia. Com o novo formato de um dia em vigor, a qualificação foi apenas uma sessão cronometrada de 25 minutos após 20 minutos de treinos livres e enquanto outros pilotos lutaram para se adaptar, Gajser mostrou novamente a velocidade da nova Honda CRF450RW ao obter o primeiro gate pick aos seis fora das próximas 10 rodadas, e dentro dos três primeiros em nove delas. Boas escolhas levaram a boas largadas e holeshots e também significaram que o piloto Honda liderou mais voltas e liderou em mais corridas do que qualquer outro piloto no campo. Embora as vitórias das corridas estivessem ocorrendo com frequência, o geral permaneceu indescritível e não foi até a 11ª rodada que Gajser foi capaz de colocar duas motos fortes e subir ao degrau mais alto do pódio na MXGP da Europa em Mantova, Itália. Foi nada mais do que ele merecia e permitiu-lhe cimentar a sua posição no topo da classe, depois de obter a placa vermelha na nona jornada. Desde aquele momento, ele foi se fortalecendo, chegando ao pódio em 12 corridas consecutivas e estendendo sua liderança para mais de 70 pontos. Isso foi destacado na cabeçada tripla na Bélgica, onde Gajser venceu dois dos três macacões, conseguindo incríveis 142 de 150 pontos na areia profunda de Lommel, conhecida como a corrida mais difícil do calendário do motocross. De Lommel, voltou para a Itália para as três rodadas finais da temporada em Trentino, o local onde Gajser ganhou seu primeiro campeonato mundial geral em 2015 e também onde sua campanha de 2019 foi iniciada após um encontro épico que terminou com ele indo one-one, provocando incríveis cenas de celebração. Infelizmente, os fãs não puderam testemunhar o sucesso deste ano, mas a manifestação de apoio de todo o mundo tem sido imensa e mostra o quão popular é ‘Tiga243’ dentro da comunidade do motocross e além.

Com uma rodada faltando, ainda há chance para ele aumentar suas estatísticas incríveis, mas, por enquanto, Gajser está comemorando sua incrível conquista de ganhar seu quarto título mundial. Bravo!

Em breve, um novo comunicado de imprensa será publicado incluindo comentários dos pilotos e fotos do evento e das comemorações.

Gostou? Então gaste alguns segundos para ajudar o Mário Barreto no Patreon!

Um comentário em “Tim Gajser vence o Campeonato Mundial MXGP 2020”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.