Petrux é aquático!

A corrida de hoje foi bem emocionante!! Nossa, como o campeonato está imprevisível. Um roteiro muito doido.

Quem apostaria que Petrucci ganharia uma este ano? E Alex Marques em segundo? Rossi caindo antes da primeira curva? Quartararo andando de marcha ré?

Cada corrida, um saco de novidades.

Hoje a transmissão foi péssima. O narrador e comentaristas não viam nada do que acontecia na prova. Rossi estabacando-se  e silêncio. Logo Rossi que eles adoram idolatrar. Yamaha azul escuro e capacete amarelo limão… não tem erro. Foram dezenas de vacilos, além de ter que escutar coisa do tipo “lá vem ele todo maroto na manha do gato tirando pelinho.”. Motos de GP nunca usaram discos de carbono na roda traseira e se for para falar de Barros e chuva, não tem como esquecer de sua última vitória, de Honda Camel Pons amarela na frente de um Valentino Rossi encapetado… Enfim.

Hoje estava pintando uma corrida para as Yamahas, mesmo com as Ducatis dividindo a primeira fila. No ritmo de prova as Yamahas estavam todas bem. Mas aí começou a chover e tudo mudou.

Dizem que o problema que a Ducati está enfrentando este ano é com o pneu traseiro. O novo pneu oferece mais grip e como a Ducati parece ter um excelente grip mecânico, a moto estaria cravando a roda no asfalto, impedindo ou dificultando derrapadas e interferindo na estabilidade geral da moto. Grip não é para ter muito nem pouco, é para ter o grip certo!

Mas na chuva, este grip mecânico parece que foi bom para esquentar os pneus (só se falou disso hoje) e tirando Bagnaia, o novo ídolo da Ducati Corse, as motos andaram bem. Independente da chuva, onde Petrux é mestre, ele já tinha melhorado muito nos treinos. Dovi também. Miller é habituê da primeira fila.

Veio a largada e as Ducatis pularam na frente. E por lá ficaram até o finalzinho da prova. Eu apostava em Dovi, mais do que em Petrux, que mesmo fazendo uma excelente prova, não conseguia se livrar do companheiro de equipe que está disputando o campeonato. Dovi também é ótimo na chuva. Dovi chegou a juntar, passar e tinha tudo para dar o bote, mas aí o Rins veio de trás, fez um auê, quase derrubou todo mundo e depois disso Dovi perdeu conexão com a moto, com a pista e com o Petrux. Acabou em quarto e pode ficar feliz, pois quase foi derrubado e quase terminou em quinto. Não tinha velocidade para Alex Marquez, mas como faltavam poucas voltas, tinha chance de segurar. Petrux se deu bem, segurou a ponta e abriu o suficiente para segurar Marquez. Tivessem mais voltas a Honda chegaria.

Miller enguiçou e chegou no box cuspindo fogo e jogando luvas no chão. Os times não gostam disso…

Alex Marquez hoje brilhou bem, veio virando rápido, não errou nada. Para quem largou de 18, chegar em segundo é sensacional. Crutchlow caiu de novo. Normal.

Pol segurou a onda, estava rápido no final e dispensou um Dovi sacudido que quase perdeu o lugar para o Miguel Oliveira, que também fez ótima corrida.

A Suzuki de Rins vinha bem mas foi ao chão, logo depois de quase fazer um Strike nas Ducatis. Não entendi bem o lance, vi poucos replays, mas se dá certo seria histórico, pois ele teria passado Miller e Dovi de uma vez só de forma quase mágica. A Suzuki dá esta manobrabilidade, e o Rins abusa.

Mais para trás vimos as Yamaha afundarem, após Rossi cair sozinho antes de fazer uma única curva, seu quarto DNF do ano. Isso não é normal. Na última volta o pau comeu entre Quartararo e Mir, sendo que o francês se deu melhor e mesmo perdendo pontos para o terceiro colocado, Dovi, ganhou em cima do segundo, Mir. Ficou triste porque olhou no telão e viu que uma moto vermelha tinha ganho e pensou, “Dovi descontou muitos pontos”, só para depois ficar felizão em ver que graças a Deus, para ele, foi Petrux. Rossi disse que esta condição mista, nem seco nem muita chuva, é a pior possível para a Yamaha.

A Aprilia não anda nem na chuva e Zarco fez a melhor volta da prova, acho eu, mas não chegou na ponta.

Parabéns para Danilo Petrucci, estava bem por baixo na Ducati e esta vitória fará um bem imenso para ele, que vai chegar na KTM com mais moral. Fez uma corrida ótima e botou mais um na lista de ganhadores do ano. Parabéns para Alex Marquez, que fez uma corrida melhor ainda, mais inesperada ainda. Parabéns Pol bela corrida, e parabéns Ducati Corse, Dovi está no jogo.

Mário Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.