Contato com a Yamaha MT-09, por Ricardo Azevedo

 

Eu estou sempre pedindo para que vocês participem do Motozoo®, escrevendo mandando contribuições. O Ricardo está animado, já é a sua segunda participação. Ele enviou um texto sobre seu contato com a Yamaha MT-09, que publico abaixo com prazer.
Mário Barreto

No dia 28 de Janeiro, durante o Salão Moto Brasil 2017, conforme relatado na matéria “Fast Training com Leandro Mello”, publicada em 05 de fevereiro, no Motozoo, tive a oportunidade de participar de um Fast Training com a equipe Motors Company, do Leandro Mello. Em paralelo ao treinamento, que foi ministrado a diversos grupos entre os dias 26 e 29 de Janeiro, a equipe Motors Company também promoveu o Test Drive da Yamaha. Durante o evento, foi disponibilizada a toda a linha MT e mais algumas como a nova Scooter Nmax 160 e a R3 ABS, a esportiva de 321cc. E nós tivemos acesso a todas!

20170128_102137357_iOS

Confesso que ao ver as MT’s eu fiquei um pouco saudoso de minha MT-07 e com receio de usar uma moto que não fosse a minha, ainda mais uma MT. Fui vítima de um assalto em 03 de março de 2016 onde levaram a minha MT-07 com apenas 2.800Km rodados, e confesso que ainda não superei totalmente essa perda, sinto falta dela, mas isso é uma estória a parte. Segundo, que o treinamento que estávamos realizando, estava nos colocando em nossos limites individuais, e uma queda com uma moto que não é a sua deve ser algo muito desagradável.

IMG_0702

Coloquei meus bloqueios de lado e resolvi andar um pouco com a MT-09. Logo que subi, percebi algumas diferenças entre ela e a minha Ducati Monster 821 Dark. Embora sejam motos muito parecidas, a MT-09 parece ser bem mais leve, e olha que a diferença não chega a 10 quilos a menos. O guidom aparenta ser maior e mais alto, dessa forma, ela nos coloca em uma posição pouco mais elevada que a Monster.

Ao engatar a primeira, senti  a posição um pouco diferente dos pedais e não senti o agradável “tranco” que a Monster dá ao engatar a primeira marcha. Nem sei se isso é bom ou ruim, mas sei que curto. Parece que ela quer sair voando!

Durante a primeira volta eu fui burocrático. Procurei sentir a moto, realizar os movimentos que o instrutor passava e principalmente, seguia a sua trajetória. Depois de algumas voltas, já mais acostumado a moto, comecei a puxar um pouco mais dela, e apesar da limitação de velocidade imposta pelo tamanho do circuito, eu pude perceber a suavidade da aceleração e a força entregue desde baixa rotação. Os freios dianteiro e o traseiro são muito bons. O ABS era eventualmente acionado no final da reta, quando eu pesava um pouco a mão direita, sempre com muita precisão e mantendo a dirigibilidade da moto.

O deslocamento do painel instrumentos um pouco para direita também ficou bem interessante sem prejudicar a leitura. Também observei acabamento e o encaixe das peças. Tudo muito bem certinho. O ronco do motor de 3 cilindros é bem suave e agradável. Bem mais discreto que a Monster.

IMG_0676

Uma pena que a experiência foi curta. Foram apenas 2 baterias de 20 minutos. Ou seja, ficou “um gostinho de quero mais”.

Gostaria de ter usado ela no meu dia a dia, como faço com a Monster. Me pareceu que pela posição de pilotar e pela altura que ficamos, que a Yamaha MT-09 é uma moto muito confortável, menos bruta e também divertida para esse trajeto diário Casa-Trabalho-Casa.

Concordo com a opinião geral de que usar no dia a dia uma moto dessa categoria é perigoso, principalmente pelo índice de roubos de motos que temos no RJ, mas também pelo custo de manutenção que aumenta muito. Afinal, a maré não está para peixe, como nós cariocas gostamos de dizer. Mas nada como poder dar um rolezinho todo dia!

Por isso estou muito feliz com a minha Ducati! Todos os dias estamos pelas ruas do RJ nos arriscando, mas nos divertindo!

Quem sabe um dia incluímos uma MT em nosso cardápio diário!

Forte abraço!
Ricardo Azevedo

Publicitário, Designer, Historiador, Jornalista e Pioneiro na Computação Gráfica. Começou em publicidade na Artplan Publicidade, no estúdio, com apenas 15 anos. Aos 18 foi para a Propeg, já como Chefe de Estúdio e depois, ainda no estúdio, para a Agência da Casa, atual CGCOM, House da TV Globo. Aos 20 anos passou a Direção de Arte do Merchandising da TV Globo onde ficou por 3 anos. Mudando de atuação mais uma vez, do Merchandising passou a Computação Gráfica, como Animador da Globo Computação Gráfica, depois Globograph. Fundou então a Intervalo Produções, que cresceu até tornar-se uma das maiores produtoras de Computação Gráfica do país. Foi criador, sócio e Diretor de Tecnologia da D+,depois D+W, agência de publicidade que marcou uma época no mercado carioca e também sócio de um dos primeiros provedores de internet da cidade, a Easynet. Durante sua carreira recebeu vários prêmios nacionais, regionais e também foi finalista no prestigiado London Festival. Todos com filmes de animação e efeitos especiais. Como convidado, proferiu palestas em diversas universidades cariocas e também no 21º Festival da ABP, em 1999. Em 2000 fundou a Imagina Produções (www.imagina.com.br), onde é Diretor de Animações, Filmes e Efeitos até hoje. Foi Campeão Carioca de Judô aos 15 anos, Piloto de Motocross e Superbike, mantém até hoje a paixão pelo motociclismo, seja ele off-road, motovelocidade e "até" Harley-Davidson, onde é membro fundador do Museu HD em Milwaukee. É Presidente do ForzaRio Desmo Owners Club (www.forzario.com.br) e criou o site Motozoo®, www.motozoo.com.br, onde escreve sobre motociclismo. Como historiador, escreve em https://olhandoacidade.imagina.com.br. Maiores informações em: https://bio.site/mariobarreto

2 comentários em “Contato com a Yamaha MT-09, por Ricardo Azevedo”

  1. Olá amigo, obrigado por seu relato, estava agum tempo procurando algo que compare a MT-09 com a Monster 821, tenho uma MT-07 e quero subir de categoria e estou entre estas duas, qual seria a vantagem de uma e outra? Qual vc sentiu mais bruta? Qual mais confortável? Freios? etc…Obrigado!

  2. Qual anda mais a 821 ou á mt09 em baixa? Tinham dúvida cruel pois usadas são o mesmo preço, Só apaixonado por ducati, são as motos mais lindas que existe, e quem fala do ronco dela é pq não conhece a motoca!

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.