Arquivo da tag: Motocross

GP Brasil MX 2011

GP Brasil MX 2011Meus camaradas,

E mais uma vez o Motozoo compareceu ao GP Brasil de Motocross. É incrível, mas todo ano muda alguma coisa… ou a cidade, ou o organizador… Mas é bom, já que está ficando cada vez melhor e mais organizado.

Eu diria organizado até demais! O Centro de Treinamento da Honda em Indaiatuba é tão bem instalado, arrumado, organizado, que vc pode ir para a corrida de terno, sapato e camisa social branquinha e sair limpo.

O espaço, o box, as instalações administrativas, o acesso, é tudo muito perfeito. Vou te dizer que isso tira até um pouco da graça de viajar para assistir motocross. Nem oito nem oitenta, Canelinha em 2009 na chuva foi demais, mas ano passado em Campo Grande foi razoável.

A pista, que eu conhecia do Nações de 2000, melhorou e estava mais bonita, com menos cara de pista de estacionamento. A visibilidade para o público também não é das melhores. Mas melhorou e os pilotos gostaram. Muito bem molhada, sem poeira, muito segura e técnica, já que as corridas foram cavando e as “linhas” mudando quase que volta a volta.
E depois de Campo Grande e Canelinha, a FIM e a YouthStream estão amando a “facility”. Aposto que ano que vem vão querer repetir.

Mudou também o produtor, que passa a ser o Carlinhos Romagnolli, do Arena Supercross e tantos outros bons eventos. Perfeição aí também.

Pois bem, saí do Rio no sábado, fui novamente com o meu amigo André Vechina, revendedor Suzuki aqui na cidade. Pegamos um excelente vôo da Azul até Viracopos e de lá fomos direto para o também excelente Hotel Vitória, em Indaiatuba mesmo. Perfeitamente instalados fomos para a pista de táxi, o que deu uns 10 minutos. Rapidamente pegamos as credenciais, imprensa para mim e Box para ele, e fomos explorar e fotografar. Fez um dia lindo, espetacular mesmo o céu e a temperatura.
Encontramos muita gente, é para isso que se viaja, e antes do final das atividades do dia, mas já por volta das 16hs, chamamos um táxi para ir almoçar na cidade. Depois de comer quase meio boi, achamos melhor ir andando de volta ao hotel, uma caminhada de 1.600m, felizmente metade ladeira abaixo.

Como eu disse antes, o hotel é ótimo e ficamos na beira da piscina relaxando e colocando o papo em dia.

Como é tudo tão fácil, nos demos ao luxo de acordar depois das 9hs e chegar na pista quase as 11hs. Assistimos 3 baterias, a 150, a MX2 e MX1, encontramos mais um monte de gente mas antes da segunda bateria das MX’s resolvemos que estava de bom tamanho. Já tínhamos batido todas as fotos, visto de perto e conversado com todo mundo. E com a visibilidade da pista que tínhamos não era necessário ficar até o final. Até porque 2 segundos após a corrida tanto a Vipcomm como as equipes já sapecam os resultados no meu email e eu já vejo no iPhone direto. Nem precisaria andar até a sala de imprensa.

As corridas que assistimos foram boas, embora as segundas tenham definido o resultado do GP. Nas MX2, que correu primeiro, o favorito Ken Roczen ganhou a primeira bateria, mas o seu companheiro de equipe, Jeffrey Herlings venceu a segunda. Quando dá empate o resultado da segunda bateria desempata. O melhor brasileiro na primeira bateria de MX2 foi o Hector Assunção, em décimo quinto e 22 segundos do Ken.

Nas MX1 rolou um pega muito bom entre a KTM do atual campeão Cairoli de KTM e as Yamahas oficiais. O líder do campeonato é Clement Desalle. Este é mal humorado pacas, tentei levar um papo com ele e o cara não deu assunto. Outro que também é ruim de papo é o português Rui Gonçalves. Acho isso uma sacanagem, porque Stefan Everts é 10 vezes campeão do mundo e sempre super simpático e solícito. Cairoli também é, o Roczen idem. Será que são ordens da KTM, hehe?

Na segunda bateria David Philippaerts (filipérts) levou a melhor e ficou como vencedor do GP. O melhor brasileiro foi Balbi, em décimo quinto e a 1:43 do líder… longe né? Na segunda bateria Balbi caiu.

Este ano minhas queridas Aprilias não estavam presentes e as motos de fábrica estavam lindas e competentes como sempre. A Honda, que emprestou a casa e patrocinou o evento, é que infelizmente está sem piloto de ponta no mundial, andando bem, mas sem um protagonismo.

Este negócio de ficar listando resultados é chato, melhor clicar e conferir aqui:

http://www.vipcomm.com.br/assessoria/noticiaDescricao.php?cod=105&codigoNoticia=17748

Pegamos um táxi até o aeroporto, antecipamos as passagens e 7 horas da noite tocamos a Cidade Maravilhosa.

Agradeço ao João Mendes, ao Ricardo Ribeiro e Carolina Yada, da Vipcomm, tudo certo. Agora é aguardar o GP de 2012.

Abraços
Mário Barreto

Please follow and like us: