MotoGP Malásia

Mais uma corrida de madrugada, finalmente a última, porque não é moleza. Desta vez foi mais fácil porque eu fui buscar minha filha em uma festa e cheguei bem na hora da largada.

Esta pista é linda e deveria favorecer a Ducati, que hoje não se apresentou bem, levando couro da Yamaha, Honda e Suzuki. Muito animador ver a Yamaha voltando a andar e a Suzuki melhorando a cada prova. Ambas com 4 em linha…

Depois de conquistar a pole, Marc foi mandado para trás, por ter atrapalhado o Ianonne nos treinos. Incrível que na corrida ele atrapalhou de novo, novamente sem querer, e o Ianonne caiu, saindo da prova. Eles vinham colados, com a Suzuki enfiada na raba da Honda. Aí o Marc quase caiu, dando uma daquelas escorregadas que só ele segura. Ianonne levou um susto e escorregou do mesmo jeito, só que não segurou. Uma pena, ele viria com tudo para cima da ponta.

Mas a corrida foi marcada pelo desempenho do Rossi e pela pressão de ver o velho em primeiro no final, depois de muito tempo sem ganhar. Zarco não segurou a ponta, mas andou muito, muito bem. Rossi saiu que nem um foguete e puxou um ritmo muito forte. Parecia estar muito mais no chão do que a Honda do Marc, que vinha fazendo tempos em cima de malabarismos e reboladas assustatoras. Isso esquentou os pneus, ele tirou um pouco a mão, mas no final partiu com tudo para cima do Rossi. Estava fechando a diferença, e quando estava projetada uma luta de morte para as duas últimas voltas, faltando apenas 4 para o fim, Rossi derrapou e deixou o caminho livre para nona vitória este ano do campeão. Rossi deixou escapar uma oportunidade de ouro, pois com MM, Dovi e Lorenzo na pista, tem sido difícil ganhar.

Escorregada de matar os fãs do coração!

Rossi estava redondo na moto, e Vinãles veio com tudo no final. O dia que o espanhol melhorar as largadas com a sua Yamaha, as coisas vão ficar mais fáceis para ele. Rins e a Suzuki também estão a cada dia mais acertadinhos. Hoje Marc disse que a Yamaha estava retomando com muita pressão. Estava mesmo, pois a RCV não cresceu para dentro da M1 nas retas. A única que de fato atropela em qualquer retinha é a Desmosedici, mas hoje não serviu de nada, pois levou baile nas curvas. Dovi correu discretamente, mas com Rossi marcando zero pontos, Dovi é de novo o vice campeão. De quebra, a Honda garantiu o Mundial de Construtores, quase que exclusivamente nas costas do baixinho, apesar da vitória do Cal no início do ano.

Esta caiu no colo!

Vamos agora para a última do ano, para festa! Espero que Lorenzo esteja recuperado.

Abraços
Mário Barreto

One thought on “MotoGP Malásia”

  1. Eu já trabalhei com italianos. Acredite: não é fácil. Vejo a Ducati repetindo a Ferrari: enorme torcida, produto para ser campeão, desorganização no backoffice.
    Dispensar o Lorenzo foi estúpido. Repare que sem tê-lo como referência o Dovi se perdeu, tanto em PI quanto em Sepang. O 3° lugar na Austrália foi uma enganação, porque o potencial era de 5° ou 6°. Levar o Lorenzo para Sepang também não foi muito inteligente. Não é necessário ser médico para concluir que três dias não seriam suficientes para dar ao pulso do Lorenzo a firmeza necessária para suportar as 4 freadas fortes de Sepang, assim como as suas mudanças de direção.
    Deviam ter deixado o espartano se recuperando e repetido o Bautista, que deixou as duas PRAMACs pra trás. Michele Pífio (foi proposital) não é piloto de MotoGP, lamento.
    A corrida foi interessante e foi uma pena o Rossi ter caído, pois seria ducarái assistir às últimas 3 voltas. Como disse o Márquez, ambos estavam andando acima do limite e a queda é sempre um risco. Eu digo que o Márquez está acostumado a andar quase caindo, por isso faz a Honda andar e pontuar.
    Foi um belo campeonato e dá até tristeza de pensar que está quase acabando.
    Outros dois campeões foram definidos hoje.
    Fiquem de olho no Jorge Martin, que é um moleque rápido e inteligente.
    O Bagnaia é muito bom, mas é nível Morbidelli, não é especial. No grid quase todos são muito bons, com algumas exceções fora de série e outras abaixo do muito bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *