Dovi bota a tampa em 2018!

E Dovi ganhou a primeira e a última corrida de 2018. Não foi um ano tão ruim, mas esperava-se mais. Foi novamente vice campeão, mas ficou muito mais longe nos pontos. Venceu uma corrida a mais do que Lorenzo com a mesma moto, mas ficou para mim a sensação de que Lorenzo vence com mais autoridade. Dovi é ótimo e em 2018 ele e Marquez sobraram da turma. Lorenzo foi inconstante. Quando os outros estavam por perto é porque eles estavam economizando pneus. Dovi é adepto da técnica de vencer “o mais devagar possível”, controlando até onde der e escapando no final.

Hoje fez isso, deixando Alex Rins na ponta até quando quis. Depois Rossi, em um dia ótimo, veio apertando e ele respondendo apenas o suficiente para ficar na frente sem abrir. Este é o estilo Dovizioso de correr, que o Guto Nejaim gosta de chamar de “estrategista”.

Muito legal  é ver o Guto e o Fausto Macieira “in loco”, é sempre um prestígio para o nosso esporte. A evolução é evidente, pois vão ficando habitués, vão conhecendo cada vez mais gente e o nível sobe absurdamente. É assim que se faz uma transmissão adequada, porque o público também se sofistica e quer cada vez mais qualidade.

Hoje a festa foi boa e emocional. Última corrida é sempre assim, com despedidas e emoções únicas. Para quem é fã, para quem se dedica a entender, cada temporada é única. Nunca mais esta arrumação de pilotos e motos se repetirá. A cada ano as motos e pilotos se apresentam com um potencial, um encaixe, um drama, uma história. Tudo isso acabou ontem. O bom é que na terça feira já começa a construção de outras histórias… Como Lorenzo irá performar na RCV? Zarco irá de cara andar mais do que os atuais pilotos KTM?

O MotoGP é um espetáculo lindo, tocado com maestria, profissionalismo e uma certa dose de amor pela Dorna. Tudo o que eles fizeram nos últimos anos nos regulamentos, nos contratos, melhorou o show. 2018 foi grande, 2019 será também.

Na emoção, me vi chorando na edição de despedida do Dani Pedrosa. Logo eu, que sempre fui crítico das inúmeras chances que o HRC deu para ele. Muito recalque, porque o HRC recebeu o brasileiro Alex Barros com muita má vontade, e para o Pedrosa deu tudo, até ontem. Não foi campeão apesar disso, mas sempre foi rápido, leal, um piloto com muitas vitórias e muita categoria. Não o queria fora dos GP’s, apenas fora do HRC. Mas a vida é assim, tudo passa, menos Valentino Rossi.

Voltando para a corrida de Valência… treinos com chuva, complicados, ajustes de última hora no grid, tensão, Dovi querendo ganhar para fazer um 4×3 no Lorenzo. Este, querendo despedir-se em grande estilo, mas ao mesmo tempo meio bichado e talvez guardando-se para sua estréia na Honda…. A Ducati disputando um destes títulos secundários com a Yamaha, e Rossi querendo ficar na frente de Viñales no campeonato. Conseguiu, por 2 pontos. Dura a vida da Yamaha…

Que bom é voltar a ver corridas em horário normal né? Depois de tantas na madruga. Vi até o Moto3 e foi lindo ver o moleque de 15 anos vencer em sua corrida de estréia, como convidado, bater recorde e tirar a maior onda. É um talento incrível, mas não é garantia de nada. Corrida na chuva, já vimos estas coisas acontecerem e depois dar em nada, o piloto não parecer no campeonato inteiro. É simpático o turquinho, parece que vai, e a KTM está ótima.

No Moto2, apesar deu adorar o gajo Miguel Oliveira e também a KTM, estava feliz com a liderança do Marquez, ele merecia uma vitória este ano. Foi incrível ele cair e ainda voltar para pegar um pódium. Curti muito a nova vitória da KTM e do Miguel.

Quadros de treliça, em teoria, dão um feedback muito bom na chuva. Sua flexibilidade é muito mais facilmente controlável do que os de dupla trave, e o seu limite aparece com as potências maiores, onde uma rigidez faz falta. Na chuva a moto “mole” é melhor. É uma arquitetura que funciona bem, uma pena que a Ducati ainda não seja mais treliçada. Mas a KTM é! E após ganhar as duas primeiras, aprontou e meteu um inédito pódium no MotoGP! Que dia.

No MotoGP, apesar de largar da Pole, Viñales andou para trás, algo muito comum e que ele precisa melhorar urgente. Pois Rossi fez o inverso, saiu lá de trás e veio para a ponta. Rins, aproveitando-se do equilíbrio da Suzuki e do estilo de corrida de Dovi e Marc Marquez, foi para a ponta e livrou-se do spray. Ficou lá até quando eles decidiram que era suficiente e nesta hora a Ducati atropela na reta de uma maneira que envergonha os japoneses. Desde o início com Capirossi, o desmo atropela, não sei porque os japas insistem em seus comandos pneumáticos, será orgulho? Talvez porque mesmo assim ganhem os campeonatos né? hahaha, com toda esta cavalaria a Ducati só ganhou 1 campeonato…

Choveu muito, mais do que nesta hora aí.

A chuva apertou, MM se estabacou, e justo na hora em que Dovi passou para ponta, a prova foi interrompida. Nem ligou, nem ele nem Rossi, que já estava em segundo, corrida estava na mão deles. Muitos caíram nesta volta fatídica e com a paralização tiveram a oportunidade de voltar com suas motos remendadas, como Pirro e Pol Espargaró, que vinha andando muito com sua KTM.

Eu sempre achei que levar um tombo, sem se machucar, é claro, aumenta o seu envelope de corrida. Quando eu era piloto eu senti muito isso, depois do estabaco vc volta mais forte, pois conhece melhor o limite. Marc Marquez faz muito isso e ontem tanto Pirro como Pol provaram isso, pois na relargada vieram babando. A KTM pegou um pódium, que dia, e Pirro um quarto lugar inédito. Lorenzo é que não andou nada.

Veio a relargada e lá na frente Rossi seco para ganhar uma este ano, começou a tentar pegar Dovi, que ia respondendo subindo a barra aos pouquinhos, até que o Rossi escorregou… rossistas  chorando, ele voltou atrás do Lorenzo e acho que marcou os pontos que precisava, porque Vinãles fez um papelão e caiu também. Muita gente caiu. Quase não falei do Rins né? Fez uma ótima corrida e no geral deixou a sensação de que ele é uma aposta melhor do que Ianonne, que também caiu. Cal Crutchlow não caiu porque não correu! Senão cairia, é claro.

Dovi então não conversou mais e botou a tampa neste campeonato de 2018. Vamos agora aguardar os testes e nos preparar para a temporada de 2019.  Parabéns para todas as equipes, em especial ao HRC, é claro. Parabéns para a Dorna, ao SporTV, ao Guto, Fausto e equipe. Vamos com tudo que no ano que vem tem mais.

Abraços
Mário Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *