Rea Domina!

É meus amigos, Jonathan Rea faz o que quer no WorldSBK.

A Kawasaki ZX10RR é uma moto fabulosa, mas ele tem feito a diferença, pois Tom Sykes, por enquanto na segunda posição no campeonato, não sobra tanto assim.

E fez isso com 5 (cinco) corridas de antecedência… é muito.

O campeonato de SBK é muito disputado, com as italianas Ducati (principalmente) e mais recentemente Aprilia e BMW gastando os tubos para conquistar o título. A Kawa focou nisso, fez uma ZX10 completamente nova anos atrás e veio com tudo. Sykes ganhou 1 título, perdeu outro por meio ponto, mas Rea casou com a moto de uma maneira inédita e também de maneira inédita conquistou 3 título em sequência.

Imperial, mesmo com todos os esforços das outra equipes, ele ganha de forma inquestionável. Isso é bom para ele, bom para a Kawa, mas ruim para o campeonato. Meu amigo Nelson reparou que a corrida estava com arquibancadas vazias. É sempre assim, quando já se sabe o resultado, a corrida perde a graça.

Marc Marquez parabenizou o Rea pelo campeonato e Rea respondeu que “vc é o próximo”. Hahahaha, mas é isso, Rea vai ter que largar o WSBK e ir ao MotoGP, pena que a Kawa não tenha ainda uma moto para disputar o MotoGP.

Parabéns Rea e Kawasaki pelo título inédito. Um piloto excepcional e uma moto incrível.

Mário Barreto

2 ideias sobre “Rea Domina!”

  1. Apesar de ser um campeão do mundo também, o Sykes não e um piloto diferenciado. Era fregueszao do Spies quando foi seu teammate na Yamaha em 2009. O americano foi campeão do mundo, na sua temporada de estreia, fazendo se não me engano 11 das 14 poles possíveis e vencendo 13 ou 14 corridas.
    O J. Rea, faz mais a linha “Jorge Lorenzo”. Apesar de não ser um piloto espetacular (no sentido de dar show) como Rossi e Marquez, e principalmente pilotar num estilo mais conservador, sem grandes estripolias, como: derrapagens controladas, arrastar cotovelos, freadas, etc, tem nos seus pontos forte a técnica e a precisão. Aliado a melhor moto do mundo e claro.

  2. Como já disse no passado, o melhor investimento que a Ducati poderia fazer no WorkdSBK seria contratar o Rea para correr ao lado do Davies.
    Pode ser que o Rea não se adaptasse ao estilo da Panigale mas isso enfraqueceria muito a Kawasaki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *