Tri Campeão!

Grande Marquez, a Formiga Atômica.

Não vi a corrida de hoje, dormi. Tinha bebido uns piscos durante a noite e então a madrugada ficou inalcançável. Mas posso falar sobre o campeonato do Marc Marquez.

Nada diferente do que estamos lendo o ano todo, mas não custa escrever aqui no Motozoo®. Este foi um título muito merecido e de certa maneira mais valioso. Saiu do ano passado derrotado e brigado com um dos caras mais chatos do mundo com quem ficar brigado. Ficar brigado e sob o ataque do Valentino Rossi e sua multidão de fãs não é moleza não, é muita pressão. Some-se a isso, e parte disso, a sua fama e estilo de desmiolado, agressivo além da conta. Como tempero temos a sua Honda RCV 2016 com alguns problemas. Um coquetel indigesto, que ele e sua equipe gerenciaram de maneira absolutamente profissional e competente.

Se não fez as pazes com o Rossi, pelo menos conseguiu trazer até um nível aceitável. Belo RP e lição. Segurou a onda na pista e comemorou terceiros e até quartos lugares, quando ficou claro que era o melhor que podia ser feito. Em um ano passou de desmiolado a cerebral. Bela lição. E a Honda, que nunca é boba, veio melhorando a moto a cada corrida. Como não era perfeita, não exigia pneus perfeitos e isso fez diferença.

O caso da Yamaha é outro. A M1 parece ser uma unanimidade, é a moto mais acertada. Porém os novos pneus Michelin tem um comportamento que derrubou muito elas. Como só elas tem condições de chegar no limite deles, só elas caíram mais por isso. Parece que o pneu traseiro da Michelin é ótimo, mas o dianteiro tem uma faixa estreita de limite e que o feedback é ruim neste ponto. O piloto não sente o limite chegar. Além disso, este negócio de ter Rossi e Lorenzo na mesma equipe prejudica. Rossi precisa de um Colin Edwards, um perfeito número 2. Ano passado quase deu merda e este ano deu merda o tempo todo, agravado pelo fato de que o Lorenzo pulou para a Ducati. Custa muito para a Yamaha gerenciar isso, no RP e nas motos. A soma dos problemas dos pilotos, e dos pneus, fez as melhores motos, pelo menos no início do ano, caírem mais e com isso Marc se deu bem.

Rossi também está muito pressionado. Sabe que seu tempo está acabando, não ganha um campeonato desde 2009. Já perdeu 7 seguidos e para o ano que vem a Yamaha fez a cagada de trazer o Maverick Viñales. Vai dar merda. A Yamaha precisa se decidir se quer dar um último título ao Rossi ou não. Maverick vai consumir esforços incríveis da equipe e do Rossi, vocês vão ver.

twin-ring-motegi-2016-marc-marquez-on-top-1

Parabéns imenso para o Marc Marquez e Honda HRC. Foi um lindo campeonato. Virão fortes para o ano que vem. Parabéns também para a Dorna, que com suas mudanças fez um campeonato que vale a pena ser assistido.

Mário Barreto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *